Comida

Queridinhas dos foliões, bebidas coloridas e com alto teor alcoólico intensificam a ressaca

Práticas, saborosas e com ótimo custo-benefício, elas são consumidas aos montes em blocos de rua. Mas médica lista malefícios do consumo exagerado.

Bebidas coloridas com alto teor alcoólico se tornaram as preferidas dos foliões. Práticas, saborosas e com ótimo custo-benefício, elas são consumidas aos montes em blocos de rua e em festas de Carnaval.

Contudo, a ingestão destas bebidas deve ser moderada, pois elas intensificam os efeitos negativos no organismo, de acordo com a cardiologista e médica do Hospital Edmundo Vasconcelos, Silvana Vertematti.

Vertematti alerta que misturas alcoólicas industrializadas, normalmente mais baratas e com alto teor alcoólico, podem agravar as chances de desidratação e desgaste muscular. “Tudo que tem um teor mais alto de álcool e corante, nesta época de calor e carnaval, torna-se muito prejudicial por aumentar as chances de desidratação. Além de existir a chance de sobrecarga hepática, renal e do sistema imunológico, associada a alergias por conta do corante”, diz a médica.

Outra consequência do consumo exagerado destas bebidas é a alteração do funcionamento do sistema nervoso central. “O neurônio, célula do sistema nervoso, precisa de hidratação para seu bom funcionamento, e, com o consumo excessivo dessas misturas, há uma predisposição à desidratação.”

“Tudo que tem um teor mais alto de álcool e corante, nesta época de calor e carnaval, torna-se muito prejudicial por aumentar as chances de desidratação”

- Silvana Vertematti, cardiologista do Hospital Edmundo Vasconcelos

A Skol Beats 150 BPM, que tem como cocriadora a cantora Anitta, e a Corote Sabores, famoso entre universitários, têm, por exemplo, cerca de 13,5% de álcool. Outros exemplos são vodkas e sakê com sabores. Como comparação, o teor alcoólico de cervejas como Heineken e Skol fica em torno dos 5%. Todas as empresas destacam no rótulo do produto “beba com moderação”.

A médica lembra que, para evitar qualquer risco à saúde, é preciso ter cautela no consumo de álcool e ficar atento à hidratação. Então, se for beber, alterne o álcool com garrafas de água mineral, água de coco ou sucos. Além disso, não esqueça de se alimentar de forma saudável antes e depois do bloquinho. Veja aqui o que comer antes e depois para passar longe da ressaca nesse Carnaval.