ENTRETENIMENTO
16/02/2020 02:00 -03

Há uma fórmula para vencer o BBB? O que aprendemos com campeões do passado

Plantas, vilões, casais... Qual é a melhor forma de garantir o prêmio de R$ 1,5 milhão?

O BBB20 nem completou um mês e o jogo já está pegando fogo. Porém, enquanto a atual edição ainda está focada em questões ligadas ao machismo de alguns participantes, que estão sendo eliminados um a um, resolvemos analisar as edições passadas para tentar determinar quem pode ser o grande campeão em 2020.

Seja utilizando a tática da planta, formando um casal ou dando uma banana para tudo e para todos, a verdade é que há muitas formas de se ganhar o prêmio, que hoje é de R$ 1,5 milhão. 

Selecionamos aqui alguns jeitos de se dar bem no Big Brother Brasil:

Valorize a amizade verdadeira

Enquanto todo mundo tretava com todo mundo na primeira edição do Big Brother Brasil, em 2002, o campineiro Kléber Bambam tinha um caso de amor sincero com uma boneca que ele mesmo fez com sucata, a Maria Eugênia. Quando a presença dela foi proibida na casa, Bambam foi ao confessionário e chorou de saudades da sua amiga. A cena comoveu o Brasil, que deu o prêmio de R$ 500 mil para o bombado chorão.

Jogadores também podem vencer

É sempre uma tática arriscada ser o espertão da turma, o jogador. Mas se você tem carisma e bom humor, pode se dar bem. Foi o caso do goiano Dhomini, que convenceu todo mundo de que ele deveria ser o campeão do BBB3. Como, ninguém entendeu direito. Mas a lábia dele era tão boa que, além do prêmio, ainda conquistou a então não muito famosa Sabrina Sato. Ele voltou ao reality em 2013, mas acabou mostrando que seu papo não colava mais. Outros participantes que enganaram bem foram Diego Alemão, no BBB7, e Max, no BBB9. Até hoje ninguém sabe exatamente por que o povo votou neles.

Faça com que o público tenha pena de você

Reprodução

Não há um sentimento que desperte mais a simpatia do público brasileiro do que a pena por um participante. Se as pessoas te enxergam como alguém que realmente precise do dinheiro, você já está com uma mão no prêmio principal do reality. Foi assim que as sisters Cida e Maria Viana ganharam suas edições, a de 2004 e 2006, respectivamente.

A força do comum

Às vezes, você nem precisa ser carismático para se dar bem no Big Brother Brasil. São aquelas pessoas que não chegam a ser uma planta, mas que não tem muitos atributos além de ser alguém comum, que o povo se identifica e acha super verdadeiro. É o caso de Rodrigo Cowboy (BBB2), Rafinha (BBB8), Gleici (BBB18) e Fael (BBB12), que também era cowboy. Parece que ser cowboy também é um bom atributo para ganhar o jogo.

Seja uma planta

Reprodução/Getty Images/Montagem

A tática da planta nem sempre dá certo. De uns tempos para cá, os brothers que se escondem não têm mais conseguido seguir no jogo com essa tática. Mas alguns se beneficiaram bastante disso e até ganharam o reality sem que ninguém percebesse que eles ainda estavam na disputa. Bons exemplos das plantas mais bem sucedidas do BBB são Munik, que venceu a edição de 2016, e César, campeão do BBB17.

Dinâmica de casais

Formar um casal pode ser uma faca de dois gumes. Tanto que muitos brothers se deram mal formando casais que se mantiveram firmes enquanto ficaram na casa e outros que se separaram se deram bem. Ficando juntos ou não, alguns participantes ganharam seus prêmios porque acabaram ficando com alguém. Foi o caso de Maria, no BBB11, e Fernanda, no BBB13.

Defenda uma causa

Eles podem ser tachados como chatos por muita gente, mas brothers militantes podem, sim, se dar bem. Jean Willis, do BBB5, e Vanessa, do BBB14, que o digam. Além de vencer suas edições, os dois ficaram ainda mais famosos por conta das causas que defendiam. Willis se transformou em político e Vanessa se dedica totalmente ao resgate de animais.

No BBB, até o vilão pode vencer

Reprodução/Montagem

Algo muito curioso também pode acontecer no Big Brother Brasil. Às vezes, até pessoas que não primam pela simpatia e têm opiniões bem questionáveis, podem ganhar o reality. Como? Só um time de sociólogos, filósofos e antropólogos pode explicar. Como entender as vitórias de Marcelo Dourado no BBB10, Emily (BBB17) e Paula Von Sperling (BBB19)? Coisas que só acontecem no BBB.