ENTRETENIMENTO
05/09/2019 05:00 -03

'Batman 80': 5 ambientes incríveis da exposição que chega a São Paulo

Mostra comemora os 80 anos do Cavaleiro das Trevas.

Fabiana Seragusa/Especial para HuffPost Brasil
Exposição Batman 80 está montada no Memorial da América Latina, em São Paulo, a partir desta quinta-feira (5).

O Homem-Morcego completou 80 anos em 2019 e veio comemorar o aniversário em São Paulo! A partir desta quinta-feira (5), o público já pode visitar a exposição Batman 80 no Memorial da América Latina e observar de perto mais de 500 itens especiais, incluindo réplicas dos personagens, desenhos originais e objetos raros cedidos por colecionadores.

Logo na entrada, três carros, réplicas em tamanho real dos usados pelo super-herói, ficarão estacionados para que os fãs possam tirar fotos. Eles foram construídos pelo designer mineiro Rafael Reston, que diz ter demorado quatro anos no projeto. A ideia é trazer, mais para frente, outros dois carros e uma moto para o evento, que fica em cartaz até 15 de dezembro.

Mas o destaque mesmo são os ambientes — 12 no total — que recriam os lugares mais famosos de Gotham City. Você vai conhecer a Mansão Wayne, a Batcaverna, o Asilo Arkham, o apartamento da Mulher-Gato e o covil do Coringa, além de passar pela delegacia de polícia ou por um espaço destinado aos integrantes da família de Batman.

A exposição ocupa 600 metros quadrados e foi criada em parceria com a Warner Brasil. A curadoria é de Ivan Freitas da Costa, colecionador e sócio-fundador da CCXP e da Chiaroscuro Studios — empresa responsável pela realização da mostra ao lado da Caselúdico, que tem no currículo outras grandiosas exposições, como Castelo Rá-Tim-Bum e Tim Burton

Veja os cinco ambientes incríveis de Batman 80:

Mansão Wayne

Divulgação
Mansão Wayne representa a solidão de Bruce, a identidade por trás do Homem Morcego.

É pela Mansão Wayne que começa sua visita. Uma imensa mesa de jantar, com a refeição servida só em uma das pontas, representa a solidão na qual vive Bruce Wayne, o homem por trás da máscara de Batman.

Embaixo do tampo de vidro, há dezenas de publicações de diferentes épocas, como a Revista Batman nº 1, lançada aqui no Brasil em março de 1953 pela editora Ebal.

“Embaixo da janela, como se fosse a memorabília da sala, a gente espalhou edições de quadrinhos produzidas pelo mundo, como Israel, Japão, Inglaterra e Itália”, conta ao HuffPost o diretor de arte Marcelo Jackow.

Os sons do ambiente, o clima sombrio e as projeções nos vidros da mansão também prometem prender a atenção dos visitantes. 

Batcaverna

Divulgação
Batcaverna guarda roupa do melhor amigo, Robin, morto por Coringa.

Uma réplica do Batmóvel de 1966 toma boa parte do espaço, que também traz o uniforme do Robin dentro de um display de vidro, assim como descrito na história. Nela, após Robin ser morto por Coringa, Batman guarda sua roupa na Batcaverna, para se lembrar do amigo. 

Ainda nesse ambiente, vários telões distribuídos por uma bancada transmitem séries animadas do Cavaleiro das Trevas, e o público pode se sentar na poltrona e conseguir boas fotos nesse espaço altamente tecnológico.

Ivan Costa, o curador, diz ao HuffPost que há diversas referências espalhadas pela mostra e só quem for muito fã vai identificá-las. Mesmo assim, ressalta que o evento foi feito para qualquer um fã do quadrinho, desenho animado, série ou filme. “A exposição tem várias camadas. Desde a camada mais interna, para um fã que vai falar ‘poxa vida, essa máscara é de tal revista’, até a camada mais externa, para alguém que tenha uma relação mais superficial com o personagem, mas que vai entrar aqui e se divertir bastante.”

Asilo Arkham

Divulgação
Ambiente tem celas com os principais vilões dos HQs.

O asilo é um labirinto com as celas de 18 famosos vilões dos quadrinhos. Cada um deles tem uma ficha médica detalhada ao lado, com informações de altura, peso, cor dos olhos e cabelos e uma avaliação de sua trajetória.

Na do Charada, por exemplo, dá para saber que a sua primeira aparição foi em 1948 e que ele chegou a se tornar um vilão tão importante quanto o Coringa, além de ter sido interpretado nos cinemas por Jim Carrey, em Batman Eternamente (1995). 

O Chapeleiro Louco, o Duas-Caras, o Vagalume, o Pinguim, o Máscara Negra e a Hera Venenosa são outras figuras que aparecem por lá. O mais legal é que dá para ouvir as vozes de cada um deles deles; basta apertar os botões ao lado das celas. São várias frases diferentes.

Apartamento da Mulher-Gato

Fabiana Seragusa/Especial para HuffPost
Uma casa rosa é a atração da Mulher-Gato.

A casa toda rosa da Mulher-Gato conta com um telefone também rosa, que o visitante pode atender e ouvir a voz da personagem. Retratada desde 1990 como anti-heroína, ela também aparece em forma de uma estátua, produzida em 2019 com design da artista norte-americana Joëlle Jones.

Fica ali outro ponto que deve ser o mais fotografado da exposição: um local onde o fã coloca o rosto no local indicado e aparece com o corpo da Mulher-Gato. É certeza de muitos cliques. 

Covil do Coringa

Fabiana Seragusa/Especial para HuffPost Brasil
O covil do Coringa deve ser o ambiente preferido dos fãs.

Este tem tudo para ser o ambiente queridinho do público. Psicodélico e cheio de interação, o covil do arqui-inimigo de Batman possui uma assustadora parede de bonecas, cartas de baralho gigantes e espelhos cheios de truques.

Dá para usar máscaras em 3D, em formato de morcego, para ver desenhos na parede ou então escutar o próprio Coringa em uma máquina chamada Palhaço Risonho.

Sempre ao som de uma trilha sonora arrepiante, o visitante também pode ver itens raros nesse espaço, como um protótipo de estátua do Batman com o Coringa, assinado pelo Iron Studios, ou uma figura articulada colecionável chamada “The Joker Arkham”, feita na China e parte do acervo de Ivan Costa.

Fabiana Seragusa/Especial para HuffPost Brasil
Busto do Batman é um dos pontos altos de acessibilidade na exposição.

Na saída da exposição, há ainda uma loja com produtos personalizados e exclusivos, com itens como copo de café (R$ 40) e fone de ouvido (R$ 62), e uma praça de alimentação com várias barraquinhas, com opções de pipoca, pão de queijo, lanche e pizza.

A área externa também possui um espaço destinado a pessoas com deficiência auditiva ou de visão, com textos em braile, audiodescrição e vídeo com tradução em Libras (língua brasileira de sinais). Por lá, há um busto do Batman e uma reprodução do herói em escala 1/3, para que o visitante possa tocar os objetos e deixar a experiência mais completa. 

SERVIÇO

Batman 80 - A Exposição

Data: 5/9 a 15/12 - terça a domingo

Local: Memorial da América Latina (Avenida Auro Soares de Moura Andrade, 664, Barra Funda - São Paulo; portões 8, 9 ou 13)

Preços: R$ 35 (terça a sexta) e R$ 45 (sábado, domingo e feriado); gratuito para crianças de até 4 anos

Ingressos: à venda pelo site batman80expo.com.br

Fabiana Seragusa/Especial para HuffPost Brasil
Até dezembro, Batman 80 fica em cartaz no Memorial da América Latina, na Barra Funda, zona oeste de São Paulo.