ENTRETENIMENTO
01/03/2019 01:00 -03

7 barracos inesquecíveis que rolaram no Carnaval

Confusões com famosos ou na apuração das escolas de samba em São Paulo são comuns e agitam o feriadão ano após ano.

Reprodução/GloboNews
GloboNews registra ao vivo integrante de escola rasgando notas dos jurados em São Paulo.

Famosos ou não, o certo é que muita gente envolvida com o Carnaval, dentro ou fora da avenida, acaba “atravessando o samba” durante o feriadão e causando verdadeiros barracos que entram para a História.

Vamos começar a relembrar alguns dos mais famosos que aconteceram envolvendo grandes nomes do entretenimento. O ator Dado Dolabella, que parece ter PhD quando o assunto é confusão, abre a lista.

Há 14 anos, o global teve o dom de arrumar confusão com os integrantes de uma das escolas de samba mais tradicionais do País: a Portela. Após se desentender com membros da Velha Guarda, em 2005, precisou ser contido pelos seguranças.

Em forma de “protesto”, ao ser vaiado pelo público, que passou a atirar copos d’água em sua direção, Dolabella mostrou o dedo do meio para os descontentes da plateia.

Ser expulso não é “privilégio” de Dado Dolabella. A atriz Susana Vieira também passou por um verdadeiro carão durante o Carnaval de 2007. Convidada para ser destaque da Grande Rio, a atriz foi expulsa na frente de todos os integrantes da escola ao ser flagrada pelo diretor no camarote de uma grande cervejaria.

A alegação para a punição foi a de que Vieira deveria estar no camarote da escola. A situação fez a atriz assistir ao desfile aos prantos.

Em 2013 foi a vez de Andressa Urach protagonizar um barraco - e ao vivo para todo o Brasil. A modelo ficou descontente por ter recebido da escola de samba Tom Maior um destaque menos relevante do que o prometido e discutiu com um dos diretores da agremiação. O bate-boca foi registrado ao vivo pelas câmeras do G1.

Em 2014, outro ator bastante badalado do elenco global, Caio Castro, foi protagonista de uma confusão. Convidado para assistir ao Carnaval em Salvador, Castro teria trocado socos com um anônimo que estaria ligeiramente alcoolizado. O ator, no entanto, negou tal versão e afirmou “ter se machucado na piscina”, pois “não perderia tempo brigando no Carnaval”.

Em 2018, dois destaques da Escola de Samba Gaviões da Fiel se desentenderam durante um ensaio técnico antes do desfile.

A rainha da bateria Tati Minerato, e a imperatriz da Gaviões, Renata Teruel, sambavam perto de Sabrina Sato, madrinha da Bateria, mas acabaram se esbarrando. O encontrão foi o pontapé inicial para uma troca de empurrões que por pouco não terminou em pancadaria. Toda a confusão foi registrada pelas câmeras e viralizou no Twitter. Ambas foram desligadas do desfile naquele ano. 

Apuração = confusão

Mais carnavalescos ainda são os barracos proporcionados por aqueles que são responsáveis por planejar e organizar os desfiles na avenida. Presidentes e dirigentes das escolas de samba já se envolverem em confusões durante a apuração para definição da campeã e das rebaixadas.

Uma das mais famosas bagunças aconteceu em São Paulo há 7 anos. Na ocasião, membros das escolas invadiram a área destinada à apuração e rasgaram as cédulas. Um dos primeiros identificados pertencia à Império da Casa Verde. Outro que também foi identificado por imagens de TV era da Gaviões da Fiel.

Em 2016 um novo barraco tomou conta da apuração do desfile do Grupo Especial de São Paulo. E, desta vez, a confusão foi tão quente que rendeu picos de audiência na televisão.

Segundo a colunista Keila Jimenez, o bafafá durante a apuração, causado por conta de um jurado que se “esqueceu” de registrar uma nota, rendeu 21 pontos de audiência à Globo, que havia registrado, respectivamente, 12 e 10 pontos durante os 2 dias de desfile na capital paulista.

O Carnaval 2018 já está aí, aquecendo os tamborins para entrar na avenida. Qual será o barraco da vez que ficará imortalizado na memória de quem curte a folia? É só esperar para ver… E rir!