COMIDA
18/04/2019 00:00 -03

Como identificar o verdadeiro bacalhau e diferenciá-lo das imitações

Há espécies de peixe salgado que são muito parecidas com bacalhau e são vendidas como ele.

CarlosAndreSantos via Getty Images
De acordo com a legislação brasileira, apenas 3 espécies podem ser certificadas como “bacalhau” no País.

Antes de mais nada, vamos esclarecer: bacalhau não é um peixe, mas sim o processo de desidratar e salgar um peixe. Mas como indica a Proteste (Associação Brasileira de Defesa do Consumidor), nem tudo que você encontra nas feiras, mercados e supermercados do Brasil pode ser considerado bacalhau.

Comprar um peixe identificado como bacalhau que na verdade não é bacalhau é muito comum na época da PáscoaDe acordo com a legislação brasileira, apenas 3 espécies podem ser certificadas como “bacalhau” no País. São elas: Gadus Mohrua (pescado no Atlântico Norte e considerado o mais nobre tipo de bacalhau), Gadus Macrocephalus (pescado no Pacífico Norte e semelhante ao aspecto do Morhua, mas com uma carne mais fibrosa), e Gadus Ogac (uma subespécie do Macrocephalus conhecido como Bacalhau da Gronelândia, que normalmente não é encontrado no mercado brasileiro).

wrangel via Getty Images
O Gadus Mohrua (considerado o mais nobre bacalhau) é encontrado no mar do Atlântico Norte.

As demais espécies são apenas peixes salgados e não podem ser classificadas como bacalhau, mesmo que os peixes tenham muitas semelhanças com o Gadus, popularmente chamado de Cod. Eles podem ser consumidos sem problemas, mas vendê-los como bacalhau é enganar o consumidor.

As imitações de bacalhau são: Ling (é do Atlântico Norte como o Gadus Mohrua, mas tem o corpo bem mais alongado e estreito), Saithe (pescado ao longo da costa da Noruega, tem a carne bem mais dura e sabor mais forte que o do verdadeiro bacalhau), e Zarbo (peixe do noroeste do Atlântico é a menor espécie das indicadas e tem carne bem mais fibrosa, utilizado mais em bolinhos e tortas).

Porém, dito isso, como identificar o “verdadeiro” bacalhau?

É só prestar atenção em algumas características como:

nataliaspb via Getty Images
Fique atento ao rabo do bacalhau para saber se é de verdade ou não.
  • O rabo do bacalhau é reto e de cor uniforme. Se ele for em formato de V e tiver uma borda branca, não é bacalhau.

  • O bacalhau legítimo é largo e carnudo, permitindo o corte de postas grossas.

  • A carne está muito branca? Então fuja! A cor do bacalhau de verdade deve ser semelhante à palha, levemente amarelada.

  • Se a pele do peixe for difícil de sair, pode ter certeza que não é bacalhau.