NOTÍCIAS
08/01/2020 08:08 -03 | Atualizado 08/01/2020 08:11 -03

Avião ucraniano cai após decolar no Irã e deixa 176 mortos

Embaixada da Ucrânia em Teerã informa que acidente não foi causado por "terrorismo", mas sim devido a falhas técnicas do motor da aeronave.

- via Getty Images
Equipes de resgate atuam na área próxima ao aeroporto Imam Khomeini, em Teerã, onde caiu avião.

Um avião ucraniano caiu logo após decolar de Teerã nesta quarta-feira (8), matando todas as 176 pessoas a bordo, em um acidente que foi inicialmente atribuído a uma falha do motor.

Detritos e peças fumegantes ficaram espalhados por um campo a cerca de 10 quilômetros do aeroporto Imam Khomeini, enquanto equipes de resgate com máscaras recuperavam corpos das vítimas.

A partir de informações preliminares, a embaixada da Ucrânia no Irã disse que o Boeing 737 sofreu uma falha no motor e que o acidente não foi causado por “terrorismo”.

A empresa Ukraine International Airlines disse que estava fazendo tudo que era possível para confirmar a causa da queda e que a investigação também envolverá a Boeing e as autoridades ucranianas e iranianas. Esse foi o primeiro acidente fatal da companhia aérea de Kiev.

ROHHOLLAH VADATI via Getty Images
Pessoas próximas aos destroços da aeronave que caiu em Teerã e deixou 176 mortos.
- via Getty Images

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy, disse que todos a bordo morreram. Pelo Twitter, ele ofereceu condolências aos familiares das vítimas:

“Notícias terríveis do Oriente Médio. Nesta manhã, após decolar do Aeroporto Internacional de Teerão, um avião comercial da UIA caiu perto do aeroporto. De acordo com relatos preliminares, todos os 167 passageiros e a tripulação de 9 membros morreram. Condolências sinceras às famílias e amigos.”

O chefe dos serviços de emergência do Irã, Pirhossein Koulivand, disse que não foi possível fazer qualquer tipo de resgate devido à intensidade das chamas após a queda.

“O fogo é tão forte que não podemos fazer qualquer resgate... Temos 22 ambulâncias, quatro ônibus e um helicóptero no local”, disse ele à televisão estatal iraniana.

O correspondente da BBC Persian Service Bahman Kalbasi postou no Twitter dois vídeos: um da explosão decorrente da queda da aeronave e outro dos destroços da área.

Atenção: as imagens são fortes. 

A TV iraniana disse que 32 dos 176 que estavam a bordo eram estrangeiros.

O ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Vadym Prystaiko, disse que as vítimas incluem 82 iranianos, 63 canadenses, 11 ucranianos, 10 suecos, 3 alemães e 3 britânicos. A maioria dos passageiros estava em trânsito, informou a companhia aérea.

A mídia iraniana citou uma autoridade local da aviação dizendo que o piloto não declarou emergência.

A TV iraniana disse que o acidente ocorreu devido a problemas técnicos não especificados. A emissora estatal Irib disse em seu site que uma das duas caixas-pretas do avião foi encontrada.