POLÍTICA
26/05/2019 11:53 -03 | Atualizado 26/05/2019 14:48 -03

Atos em apoio ao governo Bolsonaro já acontecem em 12 estados e no DF

Manifestantes apoiam medidas propostas pelo presidente, como a reforma da Previdência, e criticam STF e o Congresso.

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

As manifestações a favor das reformas propostas pelo presidente Jair Bolsonaro já acontecem em 12 estados e o Distrito Federal neste domingo (26). 

Os atos marcados durante este domingo defendem reformas encaminhadas pelo presidente, como a reforma da Previdência e o pacote anticrime apresentado por Sérgio Moro, e criticam o Congresso e o STF.

As manifestações ganharam força após os protestos em defesa da educação que aconteceram por todo o Brasil no último dia 15, que levaram milhares de brasileiros contrários aos cortes para ensino superior anunciados pelo governo.

Até o momento, atos já foram registrados no Rio de Janeiro, no Distrito Federal, na Bahia, em Minas Gerais, no Pará, no Maranhão, em Pernambuco e em Alagoas, Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso e Acre, além do Estado de São Paulo. A expectativa é que mais atos ocorram no início da tarde. 

A hashtag #BrasilNasRuas é a mais comentada no Twitter e está sendo usada por manifestantes para registrar os atos nas cidades. 

A mobilização, que é vista também como uma resposta aos protestos de 15 de maio, mostrou um racha na direita. Movimentos como o Vem pra Rua e o Movimento Brasil Livre (MBL), conhecidos pela força nas manifestações pró-impeachment de Dilma Rousseff, decidiram ficar de fora, o que mostra uma divisão no campo da direita.

Além de parlamentares ligados ao PSL, os grupos Avança Brasil, Consciência Patriótica e Movimento Brasil Conservador são apontados como responsáveis pelos atos deste domingo. 

Na capital paulista, o ponto de encontro dos manifestantes foi a Avenida Paulista. Por volta das 14h, o movimento Nas Ruas, um dos que organizaram a manifestação, já estava presente com carro de som. 

No Rio de Janeiro, manifestantes vestidos de verde e amarelo se reúnem na Orla de Copacabana, na zona Sul da cidade. Manifestantes e carros de som levam faixas contra o Congresso e partidos políticos. 

O presidente Jair Bolsonaro, que não vai participar dos protestos, tuitou nesta manhã um vídeo dos manifestantes no metrô do Rio. 

 Em Brasília, manifestantes se encontraram no Museu da República por volta das 9h da manhã e se deslocaram para o gramado do Congresso Nacional. Além do verde e amarelo, manifestantes se vestiram de lagosta para criticar o STF. 

Reprodução/Twitter

Em Salvador, o protesto começou por volta das 10h no Farol da Barra e manifestantes cantaram o hino nacional.

Não há estimativas de quantas pessoas participaram ou estão participando dos atos. Segundo organizadores da manifestação, cerca de 350 municípios vão participar dos atos de hoje, incluindo no exterior.