NOTÍCIAS
25/02/2020 17:03 -03

Arnaldo Antunes aciona Justiça contra uso da música 'O Pulso' em campanha pró-Bolsonaro

"Vai contra tudo o que eu prezo e defendo", afirmou o músico.

O músico ArnaldoAntunes, ex-membro do grupo Titãs, afirmou que vai dar entrada a um processo judicial contra os responsáveis por utilizar uma música de sua autoria como trilha sonora de uma manifestação à favor do presidente Jair Bolsonaro.

″É muito revoltante ver uma criação minha ser usada contra todos os meus princípios”, disse o artista em vídeo publicado em suas redes sociais nessa terça-feira (25). “Já estamos acionando judicialmente e pedindo que tirem do ar”.

View this post on Instagram

Nota de esclarecimento ☝🏾@342artes #342artes

A post shared by Arnaldo Antunes (@arnaldo_antunes) on

O vídeo, que foi compartilhado por perfis de direita e apoiadores do presidente, como Olavo de Carvalho, utilizava a música “O Pulso”, gravada pelos Titãs em 1989.

A canção foi utilizada como trilha sonora do trailer que anuncia a manifestação marcada para o dia 15 de março, batizada como “O Dia do Foda-se” pelos apoiadores do governo.

O nome faz referência a uma frase do general e ministro Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional, que pediu para Bolsonaro “convocar o povo às ruas”.

“Não podemos aceitar esses caras chantageando a gente. Foda-se”, afirmou o ministro na semana passada.

Em resposta, Arnaldo Antunes lamentou ter que interromper o seu descanso no feriado de Carnaval e afirmou que o uso indevido e não autorizado de sua música vai contra tudo o que “eu prezo e defendo”. 

“Creio que as instituições, como o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal, preservam aquilo que nos resta de democracia e precisam ser defendidos”, completou.

Nas redes sociais, outros artistas saíram em defesa de Antunes e apoiaram a sua decisão de pedir a suspensão das publicações.

“Expresso o meu repúdio ao uso indevido”, escreveu o músico Nando Reis.

“Por que não fazem suas próprias músicas?”, completou Zélia Duncan.