MULHERES
05/03/2019 19:50 -03 | Atualizado 05/03/2019 20:21 -03

Quem foi Aqualtune, avó de Zumbi dos Palmares, homenageada pela Mancha Verde

Princesa no Congo, escravizada no Brasil, Aqualtune foi figura fundamental para a consolidação do Quilombo dos Palmares.

MIGUEL SCHINCARIOL via Getty Images
Grávida de 8 meses, Renata Pereira Ventura dos Santos, de 43 anos, deu vida à personagem tema do enredo da Mancha verde no Sambódromo do Anhembi.

A Mancha Verde conquistou nesta terça-feira(5) seu primeiro título de campeã do Carnaval de São Paulo. A escola garantiu o troféu com um desfile sobre a princesa africana Aqualtune, avó de Zumbi dos Palmares.

O tema trouxe à tona na avenida discussões sobre escravidão, direito dos negros e das mulheres, além de intolerância religiosa. Mas quem foi Aqualtune?

Filha do rei do Congo, Aqualtune foi uma princesa-guerreira antes de ser escravizada no Brasil, de acordo com Brincando e Ouvindo Histórias, material voltado para docentes elaborado pelo Neinb (Núcleo de Apoio à Pesquisas em Estudos Interdisciplinares sobre o Negro Brasileiro), da USP.

No final do século 16, a princesa liderou cerca de 10 mil congoleses, entre homens e mulheres, após invasão de sua nação no episódio que ficou conhecido como a Batalha de Mbwila. Ela foi derrotada, capturada e levada posteriormente para o mercado de escravos, onde foi embarcada em um navio negreiro que fez a travessia até o Brasil.

Aqualtune chegou ao Recife, Pernambuco, em 1597. Naquele mesmo ano, um grupo de 40 negros fugidos formaram na Serra da Barriga o que viria ser o Quilombo dos Palmares. Por ser forte e saudável, a princesa-guerreira foi vendida no Brasil como reprodutora, sendo levada, já grávida, para a região de Porto Calvo, em Alagoas.

Lá, Aqualtune ouviu falar sobre o local que reunia africanos livres. Ela estava no sexto mês de gestação quando organizou um fuga que acabou juntando mais escravizados pelo caminho, alcançado por fim o quilombo.

De acordo com a autora Sandra do Nascimento, doutora em Ciências da Comunicação pela ECA-USP, Aqualtune ganhou o comando do território tanto porque tinha ascendência nobre quanto pelo fato de ter conhecimentos políticos, organizacionais e de estratégia de guerra. 

Sob o comando de Aqualtune, o Quilombo dos Palmares se consolidou. Lá, ela deu à luz a dois filhos também guerreiros e reverenciados na História: Ganga ZumbaGanga Zona. Ela também teve uma filha, Sabina, mãe de Zumbi – que entraria para a história como Zumbi dos Palmares, um dos maiores líderes negros do passado brasileiro.

Em 21 de setembro de 1677, a região em que Aqualtune vivia foi atacada, data em que registros históricos sobre a matriarca deixaram de aparecer. Nessa época, ela já estava idosa. Não se sabe o que ocorreu no final da vida de Aqualtune, bem como a data e a causa de sua morte.

Galeria de Fotos Carnaval 2019: As melhores imagens Veja Fotos