Aprender a cozinhar pode te ajudar a prestar mais atenção ao que você come

Pratos mais saborosos, pratos mais saudáveis = vitórias!

Tire o pó daqueles seus livros de receitas. É hora de encontrar uma receita nova, de preferência fácil, que você possa preparar em casa.

Sabemos que é mais fácil cozinhar a mesma coisa para o jantar todos os dias, mas em dado momento você se cansa de comer macarrão todas as noites (sem querer falar mal do macarrão, é claro). E se você tem companheiro/a e filhos para quem cozinhar, pode ser ainda mais importante encontrar uma receita nova.

Com tantos blogs de comida aí fora (aliás, apresentamos uma lista dos nossos blogs favoritos mais abaixo), as escolhas são tantas que podem até te deixar confuso. Mas quando encontrar uma receita nova que você curta de verdade e que suas pessoas queridas também gostem, esse trabalho todo terá valido a pena.

Reconhecemos, porém, que nem todo o mundo tem tempo ou condições de preparar uma refeição saudável todos os dias. Por isso mesmo, nosso conselho é: faça isso apenas quando tiver o espaço e o tempo necessários. Por exemplo, peça a um amigo ou companheiro para cuidar das crianças enquanto você vai para a cozinha. Ou espere para determinados ingredientes serem vendidos com desconto. Seja o que for que você decida, não se sinta pressionado, porque o principal aqui é que seja divertido.

Como cozinhar pode lhe ajudar: você não precisa sentir alegria tremenda em cozinhar, mas o ato de preparar uma refeição, especialmente um prato novo que você nunca antes tentou fazer, encerra benefícios emocionais, mentais e nutricionais.

Um artigo publicado em 2018 no periódico Health Education & Behavior, “Os benefícios psicossociais das intervenções culinárias – uma revisão sistemática”, analisou pesquisas publicadas anteriormente sobre como intervenções culinárias, incluindo aulas coletivas de culinária, preparo de pães e bolos e preparação de alimentos, afetam a saúde das pessoas, sua confiança, autoestima, participação social e estado de humor.

Os autores concluíram que a qualidade das pesquisas era fraca e limitada, mas sugeriram que cozinhar exerce impacto positivo sobre as pessoas. Contudo, destacaram a necessidade de mais pesquisas sobre o assunto.

A criatividade pode aumentar a felicidade

Alguns estudos destacam que há ligações entre pequenos atos criativos e uma saúde mental positiva. E se cozinhar não é uma atividade criativa, não sabemos o que é.

Um estudo de 2016 publicado no Journal of Positive Psychology concluiu que a prática diária de uma atividade criativa fácil – como cozinhar ou preparar bolos, pães ou tortas – pode elevar nossa felicidade e nos deixar mais entusiasmados com nossos planos para o dia seguinte.

Por exemplo, se uma pessoa prepara um jantar delicioso numa noite, o senso de realização que ela terá vai aumentar a probabilidade de ela continuar a cozinhar no futuro.

Cozinha altruísta

Já foi demonstrado que cozinhar para outras pessoas ajuda quem o faz a formar vínculos com outros.

A terapeuta culinária Julie Ohana disse ao HuffPost: “Cozinhar para outras pessoas reforça tremendamente nossa confiança e autoestima”.

“Cozinhar pode ser o caminho para criar laços com outros”, disse a terapeuta Justyna Wawrzonek ao Bustle. “No caso das pessoas que têm dificuldades em fazer contatos sociais, o ato de compartilhar com outros uma refeição que ela preparou em casa pode ser uma coisa profunda. O feedback positivo e o simples prazer de ver outra pessoa desfrutar sua criação (a refeição), apreciar e valorizá-la, ajuda em muito a reconstruir seu senso de valor próprio.”

Cozinhando para uma pessoa só

Se você está preparando uma nova receita para consumo próprio apenas, vai estar se alimentando mais saudavelmente, porque terá mais consciência do que está colocando em seu corpo. Além disso, estará ampliando a diversidade nutricional de suas refeições. Mais sabores, pratos mais saudáveis = vitórias!

Experimentar algo novo confere um tempero adicional à vida. “A escolha de uma receita nova a cada semana nos forçou a pensar um pouco fora do padrão”, escreveu Heather Mayer Irvine na Runner’s World, falando de como foi testar uma receita nova por semana durante dois meses.

“Você se acostuma a comer saudavelmente, depois acaba sempre alternando entre os mesmos alimentos, correndo o risco de sua alimentação virar um tédio”, disse a nutricionista à Runner’s World. “Então você deixa de gostar daquele prato e pode começar a sentir desejo de comidas pouco saudáveis.”

Se for assim, talvez seja hora de você pedir a um amigo ou pessoa querida o livro de receitas The Joy of Cooking, que, por coincidência, acaba de ser relançado com uma edição atualizada de 2019.

Como começar? Analise o que você come atualmente ao longo da semana. Você acha que alguma coisa está faltando em sua dieta? Talvez esteja precisando consumir mais ferro. Uma busca rápida online rende dezenas de receitas. Ou quem sabe você queira preparar uma refeição da #Segunda-feiraSemCarne; há inúmeras opções gostosas e fáceis no Pinterest. Na realidade, o Pinterest é um verdadeiro baú do tesouro de ideias para refeições. Você só precisa fazer uma busca pelo que quiser, por exemplo receitas fáceis para o jantar, jantar para dois ou receitas saudáveis.

Está faltando tempo para cozinhar? Dê uma olhada nas opções de empresas de “caixas prontas”, que entregam a domicílio receitas e ingredientes para seu preparo (como a Hello Fresh, Chef’s Plate, Good Food, MissFresh e Cook It, por exemplo). Outra possibilidade: no caso de refeições mais trabalhosas, faça uma parte dos preparativos com antecedência. Por exemplo, prepare um caldeirão grande de chili con carne e congele. Você terá alguns jantares prontos para quando precisar.

Os serviços de entrega de receitas com seus devidos ingredientes também são uma boa opção para quem tem pouca prática na cozinha. As caixas vêm prontas com todos os ingredientes necessários, além de receitas que você provavelmente nunca experimentou. Você ganha uma refeição saborosa e, de quebra, aprende a cozinhar. O serviço é por assinatura, com entregas regulares uma ou mais vezes por semana. Mas você sempre pode cancelar a assinatura a partir do momento em que se sinta mais no controle de sua cozinha.

Como isso nos faz sentir? Satisfeitos, hehe! Falando a sério, quando encontramos uma nova receita da qual gostamos e que podemos incluir no cardápio semanal, isso nos deixa muito contentes.

*Este texto foi originalmente publicado no HuffPost Canadá e traduzido do inglês.