NOTÍCIAS
27/01/2019 17:42 -02 | Atualizado 28/01/2019 01:23 -02

Após alerta, moradores de Brumadinho têm autorização para voltar para casa

Cerca de 24 mil pessoas tiveram que deixar suas casas na manhã deste domingo por risco de rompimento de outra barragem. Trabalho de busca por desaparecidos foi retomado.

ASSOCIATED PRESS
Moradores tiveram que deixar suas casas devido ao rompimento de outra barragem da Vale.

A Defesa Civil de Minas Gerais informou que o risco de rompimento da barragem da Vale de número 6, no Complexo de Brumadinho, diminuiu, e as pessoas que tiveram que deixar suas casas na manhã deste domingo (27) já foram autorizadas a voltar para seus lares.

De acordo com as autoridades, não há mais risco iminente de rompimento.

Os moradores foram acordados por volta das 5h30 por sirenes, um alerta para o risco de inundação com o eventual rompimento da barragem de água.

Os trabalhos de busca por desaparecidos, que chegaram a ser suspensos por volta das 12h, foram retomados.

De acordo com o tenente-coronel Flávio Godinho, porta-voz da Defesa Civil, aparelhos de monitoramento apontaram que a barragem 6 retornou para o nível de alerta 1 e, por isso, não representa mais risco para moradores e bombeiros que trabalham na região.

“A medição é feita a todo momento. Houve drenagem de água, e a medição da barragem mostrou que neste momento ela não traz risco”, afirmou Godinho.

Corpos identificados

De acordo com o Corpo de Bombeiros, há 58 mortes confirmadas e 305 desaparecidos. Outras 192 pessoas foram resgatadas com vida.

Segundo a Polícia Civil, 19 dos corpos encontrados já foram identificados.

“Há de se ressaltar a dificuldade de fazer a identificação desses corpos. Temos que fazer o reconhecimento primeiro através dos familiares, depois através das impressões digitais. Posteriormente através da arcada dentária e, por fim, através do DNA”, disse o delegado Wagner Pinto de Souza.

Segundo ele, o inquérito policial que investiga responsabilidades pelo desastre foi instaurado na sexta-feira (25), dia do rompimento da barragem.

Até o fim da tarde deste domingo, a Justiça havia determinado o bloqueio de um total de R$ 11 bilhões da Vale, a fim de garantir a reparação dos danos às vítimas e ao meio ambiente.

Reforço de Israel

Um avião com 130 soldados israelenses saiu neste domingo de Jerusalém, em Israel, com destino ao Brasil, para ajudar nas buscas em Brumadinho.

A previsão é que os soldados aterrissem no aeroporto de Confins, em Belo Horizonte, entre as 21h e as 23h. Os trabalhos em Brumadinho deverão começar na segunda-feira (28). A previsão é que a equipe fique uma semana no Brasil. 

Embaixada de Israel no Brasil

 Especializada em resgate em ambientes de catástrofe com uso de sonares capazes de localizar pessoas em grandes profundidades, a equipe viajou com 16 toneladas de equipamentos e cães farejadores.

A operação foi coordenada pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, com o apoio do embaixador de israelense no Brasil, Yossi Shelley.

Com informações da Reuters e da Agência Brasil