ENTRETENIMENTO
24/01/2020 03:00 -03

Curta o aniversário de São Paulo com o melhor da programação cultural da cidade

Exposições, mostras de cinema, peças de teatro, atividade infantis... Atividades não faltam para aproveitar essa data especial.

Em 2020, o aniversário de São Paulo, que completa 446 no dia 25 de janeiro, cai em um sábado. Ou seja, nada de final de semana prolongado. Mas tudo tem seu lado bom, e não há lugar melhor para curtir essa data especial do que na própria capital paulista.

Eventos culturais não faltam. Exposições, mostras de cinema, peças de teatro, atividade infantis... São Paulo tem programa para todos os gostos e idades. Nós selecionamos aqui alguns que você não pode perder.

Nossa agenda já começa à todo vapor, pegando carona na programação do Verão Sem Censura. A data abriga duas peças e uma oficina de poesia do festival que abriga produções culturais censuradas no passado ou pelo atual governo do presidente Jari Bolsonaro.

A primeira peça é Navalha na Carne Negra, que acontece às 19h, na Biblioteca Mário de Andrade (Rua da Consolação, 94). O espetáculo de 1967 escrito pelo “maldito”dramaturgo santista Plínio Marcos chegou a ser banido dos palcos no período da ditadura militar. O local também recebe, das 10h às 13h e das 14h às 17h, a Oficina de poesia Sem Censura, com a poeta Angélica Freitas (RilkeShake, 2007; Um útero é do tamanho de um punho, prêmio APCA em 2012), com 20 vagas.

Já o Centro Cultural da Diversidade (R. Lopes Neto, 206) recebe, às 21h, a peça Sombra, do Teatro da Pomba Gira. O espetáculo apresenta, por meio de uma sonorização especial com os textos que foram censurados ao longo da história inspirados no livro A biblioteca à Noite, de Alberto Manguel.

No Centro Cultural São Paulo (R. Vergueiro, 1000), o destaque fica para o festival de animes Verão Otaku, que exibe o melhor da produção atual e clássicos da animação japonesa. A programação do dia 25 traz uma maratona da série Demon Slayer, do EP 1 ao 21. A primeira sessão acontece às 14h e a última, às 21h.

O Museu da Imagem e do Som (Av. Europa, 158), que recebe a na exposição Musicais no Cinema, tem entrada gratuita no sábado. O local funciona das 10h às 19h, com permanência até às 21h no espaço expositivo.

Marcelo Min
Décio e Rose Zylbersztajn, do Clube Recreativo de Gonçalves no Sarau Poesia e Viola, da Casa das Rosas.

A Casa das Rosas (Av. Paulista, 37) traz uma programação evocando a cultura caipira. Às 15h, o evento Saci e outras Histórias traz os contadores de histórias Paulo Farah André e Renato Vidal apresentando contos caipiras. Já às 16h30 tem Sarau Poesia e Viola, que reúne as violas e as vozes do Duo Vereda Violeira e o trabalho poético-performático de Silvia Camossa e Robsoñ Luquêsi. O dia termina às 18h30, com João Mário Machado que mostra ao público o samba rural paulista.

Evento gratuito que começa dia 25 no Pavilhão da Bienal, no Parque do Ibirapuera (Av. Pedro Álvares Cabral), o TUDUM Festival Netflix servirá de ponto de encontro entre estrelas de produções da plataforma de streaming com o público. Em um pavilhão com estandes temáticos, no dia da abertura, Larissa Manoela fala sobre o filme Modo Avião, e o trio MC Jottapê, Christian Malheiros e Bruna Mascarenhas sobre um dos fenômenos da Netflix em 2019, a série Sintonia.

No Instituto Moreira Salles (Av. Paulista, 2424), acontece a abertura da exposição Arquivo Peter Scheier, um mergulho na coleção de cerca de 35 mil imagens do alemão Peter Scheier, fotográfico da revista O Cruzeiro que registrou momentos marcantes da história do país, entre eles a 1ª Bienal de São Paulo e a construção de Brasília.

Divulgação
Fotografia que faz parte da exposição "Arquivo Peter Scheier".

Ainda no IMS, outra atração das mais interessantes é a Retrospectiva Seijun Suzuki, uma mostra com 17 filmes - 15 delas em 35 mm - do cineasta japonês. Ele é conhecido por seu trabalho iconoclasta e seu senso de humor particular em filmes policiais de visual altamente estilizado. No dia 25, a programação conta com Mire na Viatura (1960), às 16h; Fera Adormecida (1960), às 18h; e Tudo Vai Mal (1960), às 20h. Todas as sessões têm entrada gratuita, com distribuição de senhas uma hora antes e limite de uma senha por pessoa.

O destaque da programação da Japan House (Av. Paulista, 52) é o workshop infantil culinário Kyaraben: Obentô de Personagens. O evento - com retirada de senha uma hora antes na recepção do local - é ministrado pela professora Sonoko Hongo. Ela aborda a cultura japonesa do Obentô, a marmita japonesa, com explicações sobre sua importância e representatividade para o povo nipônico, incluindo saudáveis hábitos alimentares. São três horários: 11h, 14h e 16h. A classificação etária é de 6 a 12 anos.

A programação infantil é o forte da agenda do Itaú Cultural (Av. Paulista, 149). No aniversário de São Paulo, traz o cantinho da leitura, das 11h às 17h, uma oficina de esculturas, às 14h, e contação de histórias, às 15h. As exposições regulares, como a Ocupação Alceu Valença, seguem funcionando normalmente e, claro, com entrada gratuita.

Divulgação
Circuito Pé na água/Pé de Brincadeira do Sesc Paulista.

Bem perto dali, no Centro Cultural Fiesp (Av. Paulista, 1313), a Bachiana Filarmônica SESI-SP apresenta, às 14h, obras de Johann Sebastian Bach (1685-1750), compositor que é a especialidade do maestro João Carlos Martins, considerado um dos maiores interpretes do músico alemão. Continuando na Paulista, o MASP (nº 1578) tem entrada gratuita no sábado para todas as suas exposições, das 10h às 22h.

No Sesc Avenida Paulista (nº 119), as atrações principais giram em torno da água e da bicicleta. A programação Pé na água/Pé de Brincadeira (das 10h às 16h) traz brincadeiras na água por meio da instalação de pequenas piscinas, esteiras e instalações lúdicas no prédio. Já no Vivência em Handbikes (das 10h às 17h), os visitantes poderão conhecer de perto bicicletas usadas no para-ciclismo, além de poder curtir um mini velódromo construído especialmente para o evento, que funcionará das 10h30 às 20h.