COMPORTAMENTO
26/02/2019 19:05 -03

Você não deveria fazer piada das expressões do filho de Alfonso Cuarón no Oscar

Cuarón se afastou das filmagens para se dedicar ao tratamento do filho, Olmo.

Jordan Strauss/Invision/AP
Alfonso Cuarón posa no tapete vermelho do Oscar com seus dois filhos, Bu Cuarón e Olmo Teodoro Cuarón.

Na cerimônia do Oscar, AlfonsoCuarón decidiu atravessar o tapete vermelho com seus dois filhos: Bu Cuarón e Olmo Teodoro Cuarón. O menino de 13 anos logo se tornou piada entre mexicanos nas redes sociais por causa de suas caretas e expressões.

Se você deu risada de algum de meme do filho dele, talvez o que você não saiba é que Olmo tem autismo.

Em 2008, foi o próprio Cuarón quem revelou à agência Notimex que se afastou das filmagens por anos para se dedicar aos cuidados de Olmo.  

Cuarón explicou a situação do seu filho e comentou que fazia parte de uma fundação que ajuda crianças com autismo.

“Dou meu apoio à Autism Speaks Foundation, que é a única organização que lida seriamente com o problema do autismo. Acho que é uma epidemia global, os níveis são realmente preocupantes”, disse ele na época.

Cuarón também afirmou que não havia muito diálogo sobre autismo, apesar dos altos índices. De fato, uma em cada 150 crianças sofre de autismo.

“Há muito pouca informação sobre o autismo. No dia 2 de abril é celebrado o Dia Internacional do Autismo, porque a ONU entende a gravidade do problema.”

“O México é um país em que milhares de crianças sofrem com essa condição e não têm sistemas de apoio ou o apoio dos pais”, disse o cineasta.

“Eu tenho um filho com essa condição e posso dizer que, felizmente, eu tenho os meios financeiros e o acesso a especialistas e, por essa razão, parei de trabalhar, suspendi todos os meus projetos para me dedicar ao meu filho”, disse ele.

E continuou:

“Em nosso país, quase ninguém presta atenção ao problema, por isso convido as pessoas a se informarem sobre o tema”, afirmou.

Jordan Strauss/Invision/AP
Alfonso Cuarón levou os dois filhos para o Oscar 2019.

Como e quando você percebeu o autismo?

“Nós identificamos o autismo logo depois que Olmo completou 2 anos e meio. Os médicos nos disseram que se ele não falasse até os 5 anos, iriam investigar o que estava acontecendo. Mas com essa idade nós já poderíamos estar oferecendo os tratamentos devidos. Por isso é importante educar os pais para que cuidem de certos sintomas, se eles os identificarem. Há uma grande chance de reabilitar seus filhos”, explicou o cineasta.

Olmo foi tratado a tempo e, graças a isso, foi capaz de ter acesso às terapias corretas.

“O caso dele foi muito superficial. Os sintomas que ele manifestava foi que ele não brincava com um carrinho, mas deixava o brinquedo de cabeça pra baixo. Ele também fazia muita birra.”

O cineasta também explicou que, às vezes, os pais acreditam que é normal quando a criança não faz contato visual ou tem atraso na fala.

“Há muitas crianças que têm autismo e elas falam, mas são monotemáticas, não falam sobre outra coisa senão o que sabem. São sintomas identificáveis, então você tem que estar pronto para lidar com isso”, completou.

*Este texto foi originalmente publicado no HuffPost México e traduzido do espanhol.