O quinino da água tônica não funciona no tratamento da covid-19

Essa é só mais uma fake news que está circulando nas redes sociais sobre o novo coronavírus.
Quinina da água tônica é a base da cloroquina?
Quinina da água tônica é a base da cloroquina?

São inúmeras as fake news relacionando bebidas e comidas com o que seria uma suposta prevenção ou cura da covid-19. A mais recente que envolve a doença está ligada à água tônica.

O boato viralizou nas redes sociais depois que uma mulher fez um vídeo comprando água tônica no supermercado e dizendo que o produto contém quinino (ou quinina) base da cloroquina. O vídeo foi replicado em vários perfis no Twitter que somam milhões de visualizações.

Ela diz que todo mundo pode comprar no supermercado ou conveniência mais próxima e termina dizendo “isso a Globo não te conta”. Assista:

De fato, o quinino presente na bebida tem semelhanças estruturais com a cloroquina. A estrutura do fármaco que vem sendo tratado como solução política na crise do coronavírus foi inspirada na da quinina. Porém, o consumo de água tônica não ajuda em absolutamente nada no tratamento ou prevenção contra o coronavírus.

Em primeiro lugar porque a quantidade de quinino presente nas bebidas é muito pequena e não faz nenhum efeito nos seres humanos. E, além de tudo, a água tônica comercializada em supermercados é um refrigerante, não um medicamento.

Para fins de comparação, o doutor em Ciências Farmacêuticas Cedric Stephan Graebin, professor do departamento de Química Orgânica da UFRRJ (Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro), explicou em seu perfil no Twitter que a quantidade de quinina em uma lata de água tônica é em média 29 mg e uma dose em um comprimido de quinina é de 500 ou 1000 mg.

O uso de cloroquina e a hidroxicloroquina para tratamento da covid-19 continua sendo estudado por acadêmicos médicos. O protocolo do Ministério da Saúde é liberar o uso dos medicamentos apenas para casos graves e críticos.