ENTRETENIMENTO
21/05/2019 18:23 -03 | Atualizado 22/05/2019 09:48 -03

'A Dona do Pedaço': Walcyr Carrasco e Amora Mautner contam bastidores da novela

Ao HuffPost, autor e diretora artística da nova novela da Globo falam sobre a jornada de Maria da Paz, a concepção visual do folhetim, mulheres no audiovisual e mais.

Montagem/Divulgação/TV Globo
"A Dona do Pedaço' marca a segunda parceria entre Walcyr Carrasco e Amora Mautner.

Walcyr Carrasco quer oferecer uma mensagem de otimismo em tempos de “desesperança” com A Dona do Pedaço, sua novela que acaba de estrear na Globo. “Pensei numa novela que diga para as pessoas que a vida pode dar certo”, contou o autor em entrevista em vídeo ao HuffPost Brasil. “A gente não deve ficar negativo. Temos que ir pra frente, lutar”, completou.

A trama acompanha a jornada de Maria da Paz (Juliana Paes), boleira de origem humilde que vive inúmeros percalços até conseguir viver ao lado de seu grande amor, Amadeu (Marcos Palmeira), membro de uma família inimiga e de matadores profissionais no interior do Espírito Santo. A protagonista enfrenta uma tragédia particular, mas consegue dar a volta por cima tornando-se uma empreendedora de sucesso. “Eu acredito que todo mundo sabe alguma coisa para seguir pra frente, lutar, batalhar e fazer dar certo”, diz Carrasco.

Além dos desdobramentos do folhetim, na entrevista, o autor de 67 anos falou como é sua rotina quando dá início a uma nova novela e também contou o que tem consumido de entretenimento nos últimos tempos.

“Quando eu não estou vendo televisão, estou lendo. Basicamente, em televisão, vou ver agora Assédio, que é uma série que me interessa muito”, afirmou. “Mas comecei a olhar os programas de humor da TV Globo. Em um momento delicado, eles conseguem fazer coisas realmente muito boas. Eu estava meio afastado do humor e agora tenho visto muito.”

Assim como em sua nova novela, Carrasco incentiva o otimismo em seu perfil no Instagram, onde compartilha frases motivacionais. “Eu busco essas frases porque isso sempre fez parte da minha vida. Sempre procurei esse lado da vida, que é o lado que não é simples, e, sim, luminoso”, disse, após afirmar ser membro da Ordem Rosacruz, uma irmandade mística que prega a busca do conhecimento, da tolerância religiosa e harmonia entre os homens de bem.

Veja a entrevista a completa:

Por trás de A Dona do Pedaço também está Amora Mautner, que assina a direção artística da novela. Profissional com extensa carreira na emissora, ela foi diretora geral de diversas novelas de sucesso, incluindo Avenida Brasil (2012), Cordel Encantado (2011) e O Cravo e a Rosa (2000). A série Assédio (2018), citada por Walcyr Carrasco, é seu trabalho mais recente.

Ao HuffPost, a carioca falou sobre a concepção visual da nova novela, as mulheres que a inspiram e como é sua relação com a equipe técnica.

A diretora revelou que, desde o início do projeto, sua ideia era dar à novela um visual em que as pessoas “se sentissem acolhidas”, algo que ela chama de “comfort image”. “Isso veio muito por conta do texto e da história da protagonista Maria da Paz, uma ‘heroína moderna’, uma espécie de Scarlett O’Hara [personagem do filme ...E o Vento Levou] dos nossos tempos” disse.

Segundo Amora, na história esse heroísmo é colocado em prática não através da força, mas do amor. “Eu queria que esse DNA da personagem que o Walcyr inventou estivesse visualmente representado no look da novela”, afirmou.

Amora diz acreditar que a presença das mulheres em posição de comando no mercado audiovisual brasileiro melhorou nos últimos anos.

Ela citou duas diretoras que admira: as cineastas Carolina Jabor, cujo filme mais recente é o elogiado Aos Teus Olhos, e Gabriela Amaral, nome que se firma no gênero terror, que lançou neste mês A Sombra do Pai. “Tem que ter cada vez mais, que as mulheres venham aí com cada vez mais força”, disse Amora.

Sobre seu trabalho na liderança de equipe, Amora contou que sempre tenta “proporcionar uma criação onde todo mundo se sinta livre para poder palpitar e participar”. “Porque o resultado final é do grupo. E quanto mais a gente aproveitar a inteligência e a energia do momento do set, mais aquilo vai vivo ao ar e mais o público se conecta com aquilo.”

Veja a entrevista na íntegra: