NOTÍCIAS
21/06/2020 19:22 -03

Brasil tem mais de 50 mil mortos por covid-19 em menos de 100 dias

Com 632 óbitos confirmados nas últimas 24 horas, número total chega a 50.608. Em meio a curva crescente, praias lotam no Rio e Bolsonaro mantém silêncio sobre vítimas.

Mais de 50 mil famílias já vivem a dor da perda para a covid-19 no Brasil. Nas últimas 24 horas, as secretarias estaduais confirmaram 632 mortes pelo novo coronavírus, elevando o número total de óbitos para 50.608. Segundo o levantamento divulgado pelo Conass (Conselho Nacional dos Secretários de Saúde), com dados compilados até às 18h deste domingo (21), o número de casos confirmados chegou a 1.084.873.

O número de mortos é o segundo maior do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos. É mais do que os óbitos da França (5º maior do mundo) e do México (7º) somados, de acordo com o mapeamento do Centro de Recursos de Coronavírus da Universidade Johns Hopkins. 

Mesmo assim, o presidente Jair Bolsonaro – que critica a divulgação do número de mortos – não se pronunciou sobre as vítimas neste fim de semana. Em seu Twitter, ele prestou homenagem neste domingo a um soldado que morreu enquanto treinava na brigada paraquedista no Rio.  

A primeira morte confirmada no Brasil se deu em 17 de março, menos de 100 dias atrás. Metade das 50 mil mortes, contudo, foram confirmadas nos últimos 25 dias.

Mesmo com os números crescendo, várias cidades começaram o movimento de flexibilização do isolamento social. Neste domingo (21), as praias do Rio ficaram cheias, apesar de o cronograma de reabertura ainda não prever ainda a permanência na praia. 

Ricardo Moraes / Reuters
No Rio, praias encheram neste domingo, em meio à curva crescente de casos e mortes.

Em números absolutos, o estado de São Paulo tem o maior número de mortes:  12.588, seguido pelo Rio de Janeiro (8.875), Ceará (5.523), Pará (4.583) e Pernambuco (4.234).

No início do mês, o Brasil ocupava o quarto lugar no ranking mundial. Em 4 de junho, se tornou o terceiro após superar a Itália, que foi um dos principais epicentros na Europa da crise sanitária e um dos cenários mais dramáticos da pandemia até então.

Os Estados Unidos, o único país à frente do Brasil, já têm 2,27 milhões de casos confirmados da doença e 119.921 mortes. Contudo, a diferença das taxas de testagem entre o Brasil e os EUA – 37.188 testes por milhão de habitantes nos EUA e 8.737 por milhão de habitantes no Brasil – é uma evidência da subnotificação da crise sanitária no cenário brasileiro.

O novo coronavírus já causou mais de 456 mil óbitos no mundo. São mais de 8,8 milhões de casos confirmados, de acordo com dados atualizados neste domingo.