POLÍTICA
06/09/2018 10:34 -03 | Atualizado 06/09/2018 10:34 -03

2º round: O novo vídeo em que Temer cobra verdades de Alckmin

“O PSDB, Geraldo, apoiou o meu governo. Não faça como aqueles que falseiam, que mentem para conseguir votos influenciados pelo marqueteiro. Seja realista, conte exatamente a verdade.”

Paulo Whitaker / Reuters

As cobranças públicas por verdades do presidente Michel Temer (MDB) ao candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, ganharam um novo episódio. Ou melhor, um novo vídeo. 12 horas depois de relembrar Alckmin que a base de apoio à sua candidatura é formada pelos menos aliados que dão sustentação ao governo emedebista, Temer faz questão de contar ao tucano como o PSDB o ajudou no governo.

Candidato Geraldo Alckmin, volto a falar com você...

"Você se lembra quando nomeei ministro José Serra para as Relações Exteriores, e ele fez um belíssimo trabalho, ô Geraldo?"

Temer destaca ainda que nomeou os deputados Bruno Araújo (PSDB-PE) para o Ministério das Cidades e Antônio Imbassahy para a Secretaria de Governo, "dentro do Palácio do Planalto". "Ajudou tanto o meu governo que pode hoje vir a apoiar você invocando exata e precisamente aquilo que fizeram no meu governo."

"Portanto, o PSDB, Geraldo, apoiou o meu governo. Não faça como aqueles que falseiam, que mentem para conseguir votos influenciados pelo marqueteiro. Seja realista, conte exatamente a verdade."

No primeiro vídeo, Temer destaca que Alckmin critica um governo cuja base é formada majoritariamente por partidos que apoiam o tucano nesta campanha presidencial e relembra a relação antiga com Alckmin: "nas vezes que eu te apoiei para esses cargos (presidente e governador de São Paulo), eu acho que você era diferente".

O presidente encerra da mesma forma como faz na segunda gravação: "Não atenda ao que dizem os seus marqueteiros. Atenda apenas à verdade".