OPINIÃO
25/02/2016 09:52 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:34 -02

Alimentos vão chegar de paraquedas para 200 mil sírios em Deir Ezzour

As Nações Unidas revelaram planos para o lançamento aéreo de alimentos para até 200 mil pessoas em Deir Ezzour, na Síria. A sétima maior cidade do país está sitiada e as pessoas observam a piora das condições de vida. A operação, por paraquedas, foi anunciada em Genebra. Durante a semana, a organização celebrou o sucesso de entregas feitas para atender as necessidades de 82 mil pessoas.

Pacific Press via Getty Images
SERBIAN-CROATIAN BORDER, BAPSKA, SYRMIA, CROATIA - 2015/09/23: Refugee waiting to be able to cross the Serbian-Croatian border at night. Desperate migrants continue their journey to Europe to escape from their country's chaos. (Photo by Ivan Romano/Pacific Press/LightRocket via Getty Images)

As Nações Unidas revelaram planos para o lançamento aéreo de alimentos para até 200 mil pessoas em Deir Ezzour, na Síria. A sétima maior cidade do país está sitiada e as pessoas observam a piora das condições de vida.

A operação, por paraquedas, foi anunciada em Genebra. Durante a semana, a organização celebrou o sucesso de entregas feitas para atender as necessidades de 82 mil pessoas.

Os beneficiários foram pessoas que vivem em cidades sírias cercadas por tropas do governo ou de grupos armados da oposição.

Preços Proibitivos

O Crescente Vermelho Árabe Sírio será parceiro no projeto que faz parte de um esforço internacional na cidade com famílias sitiadas onde a comida é por vezes vendida a preços proibitivos.

O Programa Mundial de Alimentos, PMA, fechou a semana com a entrega de comida para atender as necessidades de mais de 80 mil pessoas. O carregamento faz parte do comboio humanitário da Força Tarefa para a Síria.

O diretor da agência da ONU no país, Jakob Kern, disse que a "operação representa um grande avanço humanitário". Ele lembrou que "comboios de ajuda esporádicos fornecem apenas um alívio temporário da fome".

"As pessoas necessitam comer diariamente e espera que as entregas de alimentos continuem por todo o país", declarou.

Remédios

A entrega incluiu suprimentos e equipamentos médicos, remédios, vacinas, água e itens de higiene.

A iniciativa ocorreu nas regiões mais afetadas pelo conflito como Madaya, Zabadani e Moadamiyeh, perto da capital Damasco. Na cidade de Idlib, no nordeste, Foah e Kefraya receberam a assistência humanitária.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, também enviou ajuda específica para pelo menos 37 mil crianças dessas cinco cidades sitiadas.

O carregamento incluiu alimentos e vitaminas que vão servir para combater e tratar de casos de desnutrição na região. O lote continha também medicamentos contra anemia, que devem ser utilizados por crianças e mulheres grávidas.

Devido ao corte no abastecimento de água em Alepo, uma das cidades mais atingidas pelo conflito na Síria, a agência enviou caminhões pipa que levam 8 milhões de litros de água por dia para atender 530 mil pessoas.

LEIA MAIS:

- Saiba como ajudar os refugiados que tentam chegar à Europa

- ONU destaca vínculo entre design urbano e combate à mudança climática

Também no HuffPost Brasil:

Galeria de Fotos Gatos abandonados na Síria Veja Fotos

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: