OPINIÃO
05/11/2014 09:56 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

Acabou a eleição, começou a disputa

O Brasil, descoberto por engano, foi desde sua fundação um produto para mercados internacionais. Sempre fomos um país-commodity, o que se reflete, inclusive, em nossas culturas e comportamentos.

Andy Ryan via Getty Images

Acabou a eleição, começou a política.

E que a polarização das urnas nos faça refletir sobre um fato: somos, sim, um país historicamente dividido.

O Brasil, descoberto por engano, foi desde sua fundação um produto para mercados internacionais. Sempre fomos um país-commodity, o que se reflete, inclusive, em nossas culturas e comportamentos.

Nos últimos 12 anos começamos a criar um país mais independente e integrado. E isso incomodou aqueles que, por diversos preconceitos históricos, não sabem dividir seus espaços sociais. E daí que se proliferam frases como "isso aqui é aeroporto ou rodoviária?" ou "olha quanto paraíba (sic) nesse shopping!", e por aí vai.

As eleições de 2014 deram luz ao que, diversas vezes, tentamos esconder ou ignorar: há diversos brasis que se acham melhores que os outros. Este fato se reflete no desmedido preconceito racial existente em nossas cidades, na xenofobia aplicada às pessoas oriundas das regiões Norte e Nordeste do país, às tentativas de submissão e controle do corpo e comportamento das mulheres, na tentativa de ridicularizar e até criminalizar as ações e comportamentos homossexuais na sociedade, etc.

A solução não passa por esquecer esses problemas e voltarmos ao ambiente superficial de união nacional. A conciliação como um princípio, nesse caso, será prejudicial, pois esconderá novamente esses e tantos outros problemas que passamos em nossa jovem democracia. Sendo assim, precisamos aproveitar a visibilidade desses comportamentos preconceituosos e enfrentá-los de frente, dando voz e legitimidade às minorias e movimentos civis organizados que já disputam um lugar de fala e ação e desejam gerar mudanças significativas e reformas estruturais há muito tempo.

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.

Para saber mais rápido ainda, clique aqui.

VEJA TAMBÉM NO BRASIL POST:

Galeria de Fotos #SelfieNaUrna no segundo turno Veja Fotos