OPINIÃO
06/03/2015 17:33 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

Sem saudades da Amélia: mulheres em movimento

Na semana do Dia Internacional da Mulher me agradou uma ação para o incentivo à prática de esportes e atividades físicas, realizada pela campanha Move Brasil, do qual o Sesc é um dos movedores. A ação, chamada #MoveMulher, é uma ideia simples e me parece bastante estimuladora por incentivar as mulheres a relatarem a importância das práticas esportivas e físicas, em suas vidas, por meio de vídeos nas redes sociais.

divulgação

Na semana do Dia Internacional da Mulher me agradou uma ação para o incentivo à prática de esportes e atividades físicas, realizada pela campanha Move Brasil, do qual o Sesc é um dos movedores. A ação, chamada #MoveMulher, é uma ideia simples e me parece bastante estimuladora por incentivar as mulheres a relatarem a importância das práticas esportivas e físicas, em suas vidas, por meio de vídeos nas redes sociais.

Em nossos tempos, a canção composta por Ataulfo Alves e Mário Lago, "Ai que saudades da Amélia" e seus versos "Amélia não tinha a menor vaidade. Amélia que era a mulher de verdade" não reproduz completamente a realidade das mulheres brasileiras. Elas trabalham, estudam, cuidam dos filhos, da família, entre outras funções e atividades cotidianas. Em uma rotina cheia de atribuições, há mulheres que encontram tempo para cuidarem de si e praticarem atividades físicas como constatam os vídeos da ação #MoveMulher.

Sobre este assunto, o cenário brasileiro chama a atenção, em 2013, uma pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde conhecida como Vigitel, apontou que 57,4% das brasileiras têm prática insuficiente de atividades físicas. No mesmo ano, a obesidade alcançou seu ápice no Brasil, quando mais da metade da população apresentou-se obesa ou com excesso de peso. Saímos do mapa da fome mundial e entramos no mapa da obesidade. E do jeito que estamos, se não houver mudanças, quando fizerem o mapa do sedentarismo, ali estaremos.

Por todos esses motivos, gostei da ideia de incentivar pessoas a praticarem esportes e atividades físicas. Cada depoimento pode causar identificação e incentivar mais pessoas a darem seu primeiro passo para a prática físico-esportiva regular.

Na primeira semana da ação, o #MoveMulher postou histórias de superação e da alegria em praticar sua modalidade preferida, com depoimentos de atletas consagradas e mulheres de diferentes idades, profissões e rotinas.

Essa diversidade de depoimentos é muito interessante porque pode estimular cada vez mais mulheres a encontrarem uma atividade física ou modalidade esportiva para praticar diariamente. Eu defendo a prática de atividades físicas por entender que esta pode ser extremamente prazerosa e ajudar no bem-estar das pessoas. Os esportes e as atividades físicas ensinam, divertem, melhoram as relações inter e intrapessoal nos diversos ambientes de convívio. São inúmeros os benefícios alcançados com a prática regular e sei que muitos deles resultam em uma postura mais ativa e vigorosa para se viver de maneira mais plena.

Compartilho com meus leitores no Brasil Post os vídeos da campanha e incentivo minhas leitoras a gravarem seus vídeos e também compartilharem em suas redes sociais usando a #MoveMulher.