OPINIÃO
09/04/2014 09:20 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:23 -02

A magia do teatro

O extraordinário território livre do teatro, onde se pode tratar de todos os temas, com as mais variadas linguagens, de todas as maneiras, com todos os tipos humanos possíveis e imaginários. Todas as notáveis experiências na vida me fazem concluir que a magia do teatro é algo transcendental para a transformação do mundo.

A lembrança da minha primeira experiência no teatro vai bem longe mas permanece muito viva na minha memória. Claro, criança, superexcitada com a oportunidade de passar lentamente pelo fundo, bem ao fundo do palco, sem dizer uma palavra sequer, só para compor uma cena na floresta por onde circulavam "João e Maria". O velho Trianon de Campos, RJ, era o sagrado templo do teatro e do cinema. Mais tarde foi demolido e transformado no "templo" financeiro de algum banco. Começa aí, minha trajetória comprometida com o mundo das artes e do teatro. Formação cultural, família, educação em todos os níveis, oportunidades profissionais e pessoais, informações variadas e provenientes de toda parte, influências de muitos mestres, leituras, viagens e descobertas, festivais, etc... todas estas notáveis experiências na vida me fazem concluir que a magia do teatro é algo transcendental para a transformação do mundo.

O extraordinário território livre do teatro, onde se pode tratar de todos os temas, com as mais variadas linguagens, de todas as maneiras, com todos os tipos humanos possíveis e imaginários. Fantasia humana sem limites. Formação política extremamente indispensável para o entendimento do mundo. Encantamento para todos os públicos que permite ampliar visões e pontos de vista, e aceitar o diferente como alguém portador dos mesmos direitos a ponto de poder desenvolver até mesmo um afeto especial pelo inesperado prazer do desconhecido. Só isso, já ajuda de fato, a mudar o mundo.

Romântico? Utópico? Sim, mas absolutamente indispensável no atual quadro em que a chamada "prioridade" é garantir um resultado eficaz e materialmente verificável, traduzido na prática em ganho efetivo. Há mais para se levar em conta, como o moriniano "bem viver", que diz respeito a uma complexidade maior em que satisfação pessoal e coletiva, convivência saudável, contam antes de fatores só quantificáveis.

Além do encantamento observado em momentos mágicos de beleza nas interpretações às vezes geniais de atores e atrizes, na extraordinária criação de encenadores de procedências variadíssimas, vindas de todo o mundo, há o caráter inovativo, provocador e às vezes "transgressor" das propostas reunidas em momentos especiais. Esta é a imersão que neste momento faço em Bogotá, participando do Festival Internacional de Teatro que se constitui numa forma fantástica de convivência, observação e estudo. Junto, muito oportunamente, interesse profissional e a alegria de continuar experimentando a modesta passagem pelo fundo do palco do Velho Trianon de Campos. Vale muito a pena.

Eleições nos EUA
As últimas pesquisas, notícias e análises sobre a disputa presidencial em 2020, pela equipe do HuffPost