OPINIÃO
17/03/2015 17:14 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

4 blogueiras portuguesas que você precisa conhecer

Como fui editora de moda de uma revista portuguesa durante dois anos, conheci um mundo interessantíssimo de blogs que valem o clique e a atenção. Resolvi entrevistar algumas mulheres empreendedoras que merecem destaque em solos brasileiros. Afinal, não falamos a mesma língua por acaso.

Desde que o mundo é mundo, e desde que a democratização da informação foi feita através da internet, a quantidade de gente querendo dar a sua opinião sobre tudo-e-todos-a-qualquer-hora é impressionante. E nada mais natural do que utilizar a rede para ser seu porta-voz pessoal, certo? Com isso o boom de blogs começou a surgir com força total em todo o mundo, já que eles reviraram aquela ideia de que informação era coisa restrita a grandes jornalistas, e que opinião só se era mostrada em revistas.

Quando se trata do mundo da moda, então... Os blogs deram um banho de água fria nessa teoria. Como diria a jornalista Mônica Salgado, eles vieram para abalar as placas tectônicas do mundo da moda - abrindo espaço para novas ideias, onde uma leitura mais despretensiosa, proximidade com o leitor, e um bom repertório fazem toda a diferença. Por isso sou uma eterna defensora dessas novas mídias e de tudo de bom que isso trás ao mercado editorial. Afinal, se reinventar é sempre bom.

Como fui editora de moda de uma revista portuguesa durante dois anos, conheci um mundo interessantíssimo de blogs que valem o clique e a atenção. Resolvi entrevistar algumas mulheres empreendedoras que merecem destaque em solos brasileiros. Afinal, não falamos a mesma língua por acaso. Vejam só:

*As respostas abaixo estão na íntegra, ou seja, com o português de Portugal

The Styland, por Helena Magalhães

Naturalidade: Lisboa, Portugal

Idade: 29 anos

Profissão: Jornalista e Editora de Beleza

Como começou o The Styland?

Ele nasceu no início de 2014 aquando da vontade máxima de criar conteúdos independentes. Na altura, trabalhava há alguns anos como editora de beleza e jornalista na revista Happy Woman, mas sentia que tinha de extravasar a minha criatividade para outros lados. O The Styland acabou por ser uma forma de trazer algum conteúdo editorial ao mundo dos blogs e nasceu após uma viagem a Estocolmo com a marca sueca Oriflame. Fui enquanto jornalista para cobrir o evento que envolvia bloggers e jornalistas de toda a Europa e, para mim, foi como um boost de energia e inspiração que me levou a chegar a casa, a sentar-me e a criar, numa noite, o The Styland. Ter estado rodeada de mulheres e jornalistas que eu já seguia e conhecia o trabalho, fez-me perceber que precisava de criar algo mais com o meu nome, precisava de falar mais sobre todos estes temas do mundo feminino que fazem parte da minha vida e, acima de tudo, precisava de acrescentar algo mais ao meu caminho.

Qual é a especialidade do seu site?

Quando ele nasceu, optei por juntá-lo a um outro blog que já tinha, mais focado em relacionamentos, e acabei por tornar o The Styland uma plataforma feminina que vai desde a beleza, à moda, aos relacionamentos, ao mundo da mulher. Mas, enquanto editora de beleza, acho que o meu foco acaba mais por ser a beleza porque já está dentro de mim. O que procuro, acima de tudo, é que o The Styland seja uma plataforma (pessoal) mas que traga conteúdos novos às mulheres. Falo muito de temas relacionados com a necessidade da mulher aceitar o seu corpo e, nos últimos meses, comecei a fotografar outras bloggers em Portugal e o The Styland, neste momento, é já uma plataforma de inspiração, com outras mulheres, com vários temas, com muita cultura. E depois tem também o outro lado, o mais pessoal, focado na minha vida, na minha beleza e no meu day by day.

Como funciona sua rotina de postagens?

Eu não tenho uma rotina de posts muito rígida. Como escrevo para outros meios de comunicação em Portugal, não sou daquelas bloggers que mete conteúdos novos religiosamente todos os dias. Infelizmente, não consigo ser isso. Mas, já que sou jornalista de lifestyle, acabo por colocar muitos conteúdos de coisas que vão acontecendo neste meio e as leitoras podem também encontrar no site muitas novidades e muitas imagens de eventos. Mas, regra geral, coloco sempre o mínimo de 4 posts durante a semana.

Rapidinhas:

Quais são suas marcas de beleza favoritas?

Quais são suas marcas de beleza favoritas? Embora tenha acesso a muitas novidades e tenha a sorte de conhecer e experimentar todas as marcas, inclino-me muito para os produtos de cuidado com filosofias naturais, como Caudalie, Clarins, O Boticário, Nuxe... Na maquilhagem, as minhas marcas favoritas são Mac, Maybelline, Yves Saint Laurent, Mary Kay e Lancôme. Na make-up procuro, acima de tudo, boas texturas, ingredientes minerais e boas coberturas. Há produtos que adoro que são de outras marcas, como o Fond de Teint de Eisenberg mas, regra geral, procuro sempre conciliar marcas para conseguir bons produtos dentro do budget. Assim, gasto mais em bases e batons, mas depois compenso o resto com produtos mais acessíveis.

O que não pode faltar no seu necessaire?

O meu necessaire tem algumas coisas imprescindíveis: nunca saio de casa sem hidratante porque, sem o rosto devidamente hidratado, não há maquilhagem que faça milagres. Sendo assim: hidratante, base, pó, blush, eyeliner, máscara, batons e sombras terra andam sempre comigo para todo o lado.

O melhor de morar em Portugal é...?

Para mim, o melhor de Portugal é a cultura, o sol, os miradouros, a nossa comida, as praias e o facto de sermos um país caloroso e com uma mentalidade aberta a tudo o que é novo. Há quem diga que somos pequenos, é verdade, mas é exactamente isso que gosto. Porque moro a 5 minutos da praia e a 15 minutos do centro de Lisboa. Tanto posso relaxar nos jardins e nas praias como posso ir para o centro da cidade, jantar na Baixa e sair para os bares do Bairro Alto. Face a toda a conjuntura política e económica que o nosso país está a atravessar, acho que Portugal continua a ser dos melhores países para se morar.

The French Fries, por Carolina Santos

Naturalidade: Coimbra, Portugal (reside em Porto há 7 anos)

Idade: 26 anos

Profissão: Arquiteta

Como começou o blog?

O The French Fries começou vai fazer 2 anos. Na altura estava a começar a minha tese de mestrado e começar o estágio num atelier no Porto. Fui incentivada por toda a família começar a publicar, mas ninguém imaginava que viria a tornar-se o meu segundo trabalho tão rapidamente. Ao fim de um ano, quando conclui o mestrado e o estágio, o blog já me dava tanto trabalho e retorno quanto o atelier.

Qual é a especialidade do seu blog?

É um lugar online de lifestyle e moda, onde partilho com os meus leitores tudo aquilo que mais me apaixona. Seja arquitectura, moda, viagens ou restaurantes.

Como funciona sua rotina de postagens?

Tenho de ser bastante organizada porque trabalhar e ter um blog actualizado não é fácil. Tento publicar todos os dias, por vezes nem sempre consigo, mas o meu instagram @thefrenchfries é actualizado geralmente três vezes ao dia, nos meus intervalos de trabalho. Existe toda uma agenda por trás disto (sou maníaca com organizações) para não falhar nada: mails, reuniões, fotografias e edição e publicação de artigos.

Rapidinhas:

Quais são suas marcas preferidas na hora de se vestir?

Não tenho uma marca favorita. Depende muito das peças, tecidos e cores. Sou muito eclética, mas muito clássica ao mesmo tempo. Sou fiel ao estilo que mais gosto e me faz sentir melhor, independentemente da marca.

O que não pode faltar no seu closet?

Camisas e vestidos brancos.

O melhor de morar em Portugal é...?

Conseguir aproveitar longos fins de tarde de praia, quando está o maior sol, depois do trabalho, e ter também outros tantos à lareira a beber um bom vinho. O melhor de Portugal é o equilíbrio que nos trás.

Style It Up, por Margarida Almeida e Cátia Dias

Naturalidade: Lisboa, Portugal

Idade: 35 anos (Margarida), 34 anos (Cátia)

Profissão: Blogger

Como começou o blog?

Começou sem querer, queríamos apenas uma plataforma online onde pudessemos dar dicas às nossas clientes de Personal Styling. As marcas começaram a ter interesse em blogs, começaram a contatar-nos e virou profissão.

Qual a especialidade de vocês?

Falamos sobretudo de moda e beleza, mas também um pouco de comportamento e estilo de vida.

Como funciona a rotina de postagens?

Postamos três vezes por dia, onde alternamos os conteúdos sobre moda e beleza, entre novidades, dicas, experiências, etc.

Rapidinhas:

A peça que mais amo no meu armário é...?

(Margarida): o jeans! (Cátia): Um vestido rosa Adolfo Dominguez.

Ícone de estilo português

(Margarida): Luísa Beirão (Cátia): Luísa Beirão e Vitória Guerra

O melhor de morar em Portugal é...?

(Margarida): viver pertinho do mar! (Cátia): O sol e as pessoas.

The Juicy Glambition, por Patricia Rebelo

Naturalidade: Lisboa, Portugal (reside em Londres)

Idade: 25 anos

Profissão: Hotelaria

Como começou o blog?

O The Juicy Glambition (ou TJG para ser mais fácil) começou um tempo depois de a minha mãe ter falecido. Precisava de algo que me ajudasse nesse momento, que me ajudasse a abstrair da dor.

Qual é a especialidade do seu blog?

O TJG é principalmente um beauty blog, mas também abordo temas mais pessoais como por exemplo a minha vida em Londres.

Como funciona sua rotina de postagens?

Agora anda tudo um pouco confuso, visto que tenho um trabalho a tempo inteiro e tenho de gerir bem o tempo (não sou a pessoa mais organizada, mas este ano vou tentar melhorar isso). Quando estou de folga tento planear todos os artigos para a semana e deixá-los agendados, assim como os videos para o YouTube.

Rapidinhas:

Quais são suas marcas preferidas?

De marcas de luxo adoro Chanel, NARS, Dior, Urban Decay; marcas mais acessíveis gosto muito de Revlon, L'Oréal, KiKo, Bourjois.

O que não pode faltar na sua bolsa?

Telemóvel, perfume, carteira e maquilhagem para retocar.

O melhor de Portugal é...?

Imensas coisas, mas a melhor é a comida! Não existe nada como um bom prato de comida portuguesa.