OPINIÃO
06/10/2014 09:58 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:04 -02

17 maneiras simples de racionarmos a água por conta própria

Flickr
BIE - Banco de Imagens Externas da Agência Senado. Com risco de escassez de água, parlamentares propõem combate ao desperdício. O Projeto de Lei do Senado (PLS) 112/2013 foi aprovado no primeiro semestre pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS) e aguarda deliberação da Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA). Foto: Pedro França/Agência Senado

Ferrou-se: a principal nascente do rio São Francisco secou. A estiagem já impacta a vida de mais da metade dos municípios do país. Já afeta a economia, a produção agrícola, a saúde das pessoas, como vem sendo tema de reportagens praticamente diárias na maioria dos jornais do país.

A principal responsabilidade, afora as questões que dizem respeito a São Pedro, é dos governos, em todas as esferas. Nem as prefeituras, nem os Estados e nem o governo federal cuidam direito das nossas bacias e mananciais. E eles ignoram o tema RACIONAMENTO, em ano de eleições, por ser impopular. Ignoram também em anos não-eleitorais por serem problemas que exigem soluções difíceis, caras e de longuíssimo prazo, que só renderão frutos mais concretos a administrações futuras, sabe-se lá se do partido rival... Enfim, o problema da falta d'água só será enfrentado de verdade quando não tiver mais jeito: tiver tudo seco, perdido, poluído, estragado, desertificado. Aí, subitamente, as pessoas vão se preocupar.

Mas, enquanto os governos não nos convocam (e convocam as indústrias, que são as que gastam mais) para um necessário racionamento, que tal nós mesmos racionarmos, por conta própria? Vi a campanha "Não chove não lavo" e pensei: boa! Tá na hora de inventarmos essas pequenas revoluções e termos sacadas como esta -- nem que seja só até a próxima temporada de chuva. Eu já tinha aderido a esta campanha há semanas sem nem saber :D

chuva

Então, aí vamos nós: o que podemos fazer a respeito? Como cuidar desse bem escasso (e finito) que é a água?

Abaixo, algumas sugestões:

  1. Não lavar o carro até a próxima chuvarada (e, ao lavar, usar baldes, em vez de mangueira)
  2. Tomar apenas e no máximo um banho por dia
  3. Não demorar mais que cinco minutos no banho (vale até a dica da Dri de colocar um relógio no banheiro, para não perdermos a noção de tempo!)
  4. Lavar com a metade da frequência o bichinho de estimação (se forem gatos, nem lavar)
  5. OBVIAMENTE não lavar calçada ou telhado com a mangueira, tipo NUNCA (a faxineira do seu prédio faz isso? Oriente ela a não fazer ou peça ao síndico)
  6. Da mesma forma, preferir limpar a área de casa (quintal, varanda, laje, terraço e afins, se existirem) com vassoura, em vez de mangueira. No máximo, um balde com pano e rodo
  7. Fechar a torneira quando estiver ensaboando ou passando detergente nas vasilhas ou passando xampu no cabelo
  8. Não encher a piscina até a próxima temporada de chuvas (e usar lona ou outra coisa pra cobrir a piscina e manter a água pelo máximo de tempo possível, sem necessidade de trocar)
  9. Em vez de banho de mangueira na laje, que tal um banho de regador? É uma delícia e refresca do mesmo jeito :)
  10. Regar as plantas só uma vez ao dia e num horário fresco, como manhãzinha e fim de tarde, de preferência com baldes, em vez de mangueira
  11. Dar descarga só quando realmente necessário e não ficar usando privada como se fosse lixeira
  12. Consertar todos os vazamentos e chuveiros pingantes que existirem na sua casa
  13. Só lavar roupa quando estiver com bastante roupa suja acumulada, e só de vez em quando
  14. Lavar os lençóis e toalhas da casa com menos frequência é a dica da Teresa. Afinal, eles costumam ocupar praticamente uma máquina de roupa inteira!
  15. Aproveitar a água da máquina de lavar para lavar o quintal de casa, se você morar em uma casa ou em um apê com quintal. Sugestão da Dri!
  16. A Carol sugere deixar um balde no chuveiro, na hora do banho, e reaproveitar a água coletada na limpeza do chão da casa ou descarga.
  17. Sugerir ao seu condomínio a implantação de conta de água individual, pra conscientizar os que gastam mais ao doer no bolso (mas sei que essa medida não é "simples" como as demais, e tem custo alto, embora logo recompensador)

O que mais que a gente pode fazer? Me ajude a ter ideias e acrescentar à nossa campanha!

Leia também:

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.


Para saber mais rápido ainda, clique aqui.


VEJA TAMBÉM NO BRASIL POST:

Desafios do governo de São Paulo