OPINIÃO
28/09/2018 15:43 -03 | Atualizado 28/09/2018 22:55 -03

As urnas eletrônicas estão sendo programadas para não aceitarem votos em Bolsonaro?

Presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Rosa Weber reforça que as urnas são "absolutamente confiáveis".

MAURO PIMENTEL via Getty Images
ChecaZap/Énois

1. Urnas eletrônicas estão sendo fraudadas

Nesta semana, uma das informações mais compartilhadas foi a de que 30% das urnas eletrônicas estariam fraudadas por apresentarem defeito nas teclas 1 e/ou 7, números que correspondem ao candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL). Em uma transmissão ao vivo em seu Facebook, o próprio candidato fez duras denúncias sobre possíveis fraudes nas máquinas eleitorais.

A presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Rosa Weber, criticou o candidato e declarou que as urnas são "absolutamente confiáveis".

A multinacional Smartmatic, acusada pela fake de ser a responsável pelas urnas e as fraudes, negou qualquer envolvimento. Ao contrário do que a 1ª versão deste texto informava, a empresa não é responsável pela contratação e treinamento dos profissionais que dão suporte técnico. Segundo comunicado da assessoria, a Smartmatic não tem qualquer envolvimento com o pleito de 2018.

*Mas dá pra confiar nas urnas eletrônicas mesmo?*

As urnas brasileiras foram projetadas por técnicos a serviço da Justiça Eleitoral e são produzidas e coordenadas por elxs.

Há testes públicos de segurança que qualquer cidadão pode assistir. Além disso, técnicos são convidados regularmente para identificarem possíveis falhas ou vulnerabilidades durante o processo.

2. É verdade que o juiz Sergio Moro orientou os eleitores brasileiros a tirar uma foto na urna durante a votação?

Atenção! É FAKE!

O juiz nunca fez essa afirmação. Segundo a notícia falsa, ele teria feito esta declaração à BBC e ainda estimulado que os eleitores compartilhassem a foto clicada no WhatsApp.

A BBC confirmou que não há nenhum conteúdo a respeito publicado no portal.

E selfie na urna, pode?

*Não*. Entrar na cabine de votação com o celular é proibido. Fotografar a urna eletrônica fere o sigilo do voto, crime previsto pelo Código Eleitoral brasileiro.

Então, *cuidado*! Quem descumprir a regra pode estar sujeito ao pagamento de uma multa de até R$ 15 mil e dois anos de prisão.

3. *Banheiro para mulheres no Senado só foi construído em 2016... é verdade?*

Parecia ser fake, mas: *É VERDADE!*

O plenário do Senado só teve *seu banheiro feminino inaugurado depois de mais de 55 anos de existência!*

Apesar de as mulheres serem maioria na população brasileira, segundo o IBGE, elas ainda são minoria no Senado. Atualmente, as 12 senadoras em atividade representam menos de 15% dos parlamentares.

*Mundialmente*, o Brasil ocupa a 155ª posição entre 189 países em relação a presença de mulheres em cargos políticos.

Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM): "Não é um banheiro que vai mudar toda a situação, mas o fato de não ter um banheiro no plenário é um indicativo de que a Casa não foi preparada para as mulheres" (G1).

CHEQUE VOCÊ MESMO

Estas mensagens foram verificadas pelo Checazap! Recebeu alguma mensagem ou notícia e duvida da veracidade dela? Envie para nós: (11) 98952-0934

Checazap