OPINIÃO
10/08/2018 19:44 -03 | Atualizado 10/08/2018 19:44 -03

ALERTA: Aplicativo BolsoCop replica notícias no Facebook e coleta dados do usuário

BolsoCop, um bot feito para compartilhar automaticamente notícias sobre o candidato do PSL, foi uma das correntes de WhatsApp checadas pelo ChecaZap.

Quatro das cinco notícias checadas pelo ChecaZap estão relacionadas ao candidato Jair Bolsonaro (PSL) que, por conta da sua aparição no programa Roda Viva, fez crescer no WhatsApp mensagens e iniciativas de apoio à sua candidatura.
Paulo Whitaker / Reuters
Quatro das cinco notícias checadas pelo ChecaZap estão relacionadas ao candidato Jair Bolsonaro (PSL) que, por conta da sua aparição no programa Roda Viva, fez crescer no WhatsApp mensagens e iniciativas de apoio à sua candidatura.

ChecaZap/Énois

Cinco notícias falsas foram checadas pela equipe do ChecaZap na última semana. Quatro delas estão relacionadas ao candidato Jair Bolsonaro(PSL) que, por conta da sua aparição no programa Roda Viva, fez crescer na rede social mensagens e iniciativas de apoio à sua candidatura. Além dele, uma notícia antiga sobre o candidato Geraldo Alckmin foi resgatada para ligar sua imagem ao do MST.

Confira as checagens:

1. MST não é aliado de Alckmim

❕❗Se você recebeu uma mensagem com a notícia de que o candidato Geraldo Alckmin (PSDB-SP) estreitou relação com MST enquanto era governador de SP e de que o movimento social foi criado pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso: não é bem assim. FIQUE ATENTO❕❗

🧐 A versão original da notícia foi veiculada pela Folha de S.Paulo em 2016 e fala sobre o projeto de atualização da Lei n° 4.957/85, que diz que é permitida a sucessão hereditária de terras, por meio de uma concessão. Com a atualização, os herdeiros têm direito a permanecer com a posse da terra e também contrair financiamentos para o desenvolvimento da propriedade rural.

👉A atualização ocorreu por meio da Lei n° 16.115/16, proposta pelo governador do estado de SP da época (Geraldo Alckmin).

🗣 Por meio da assessoria de imprensa, o MST afirmou "ser um movimento social" e NÃO APOIA a candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB-SP) e nem o seu partido.

👉O MST afirma manter com TODOS os governos uma relação de pressão e conquista, tendo autonomia perante partidos.

👀 👀 👀 👀 👀

Cheque você mesmo:

Notícia publicada na Folha de S.Paulo

Ementa na Lei

Explicação da Ementa

Criação do MST

2. Robô instalado no computador para replicar notícias automáticas no Facebook coleta dados do usuário

Está circulando uma corrente pedindo para que as pessoas baixem um programa, o BolsoCop, e façam campanha eleitoral automática para o deputado e candidato à presidência Jair Bolsonaro.

❗ Se você recebeu essa mensagem, fique ATENTO! ❗

▶ Você está instalando um robô em seu computador que compartilha notícias do Bolsonaro para seus grupos de Facebook.

❗ COMO ASSIM UM ROBÔ?❗

▶ Os robôs ou "bots" são programas de computador criados para fazer processos automáticos, agilizando o compartilhamento de conteúdo. Isso aumenta o número de pessoas que podem ver uma notícia.

▶ Neste caso, o bot BolsoCop compartilha instantaneamente as postagens do perfil do Facebook do Bolsonaro oficial nos grupos em que você participa (a partir da sua conta pessoal).

▶ Segundo a assessoria de imprensa do candidato, o programa não faz parte da campanha oficial.

▶ A partir do momento em que você instala o programa, um quadrado com bordas verde e amarelo aparece na tela do seu computador. Automaticamente, o programa te redireciona para o Facebook e para continuar é necessário que o login em sua conta seja feito. Ou seja, você dá acesso ao seu usuário e senha para o robô.

▶ Como você está logado em sua conta do Facebook, tudo que você faz pode ser monitorado. No canto direito da tela é possível visualizar uma prévia da mensagem que será enviada automaticamente para seus grupos do Face e pode atualizar a notícia antes de enviá-la novamente e acompanhar a quantidade de postagens que foram feitas.

⚠ Fique atento às funcionalidades do programa e lembre-se: seu Facebook está sendo monitorado.

3. Bolsonaro não está em primeiro lugar nas intenções de voto em todos os Estados

Está rolando uma mensagem nos grupos de WhatsApp que mostra o candidato Jair Bolsonaro em primeiro lugar nas intenções de voto em todos os Estados brasileiros, segundo pesquisa realizada pelo Paraná Pesquisas. Essa informação é *FALSA*.

O Paraná Pesquisas divulgou uma nota de esclarecimento em seu site, no dia 03/08/2018, afirmando que nunca publicou uma pesquisa com resultados para todos os Estados.

Segue a nota na íntegra:

"O Instituto Paraná Pesquisas vem a público esclarecer que não publicou pesquisa com resultados para todos os estados brasileiros. Pedimos que ao receber essa notícia não considere, pois trata-se de uma notícia falsa.

O Instituto Paraná Pesquisas estará tomando as medidas cabíveis e possíveis para esse caso"


4. Pesquisa que aponta rejeição de 100% em cadeias e presídios a Bolsonaro é falsa!

Está circulando em alguns grupos de WhatsApp uma pesquisa que mostra que em algumas cadeias e presídios do país a rejeição ao Bolsonaro chega a 100%.

*Essa pesquisa não existe!*

A imagem de uma suposta notícia afirma que foram entrevistados 13.000 detentos em 45 presídios e delegacias, mas não diz quem realizou este levantamento e em quais estados ele foi feito. Nós checamos no site do Infopen – sistema de informações estatísticas do sistema penitenciário brasileiro, e nenhuma pesquisa sobre isso foi realizada. Também olhamos no site do TSE, que registra as pesquisas eleitorais, e não tem nada especificamente sobre isso. Além disso, não encontramos nada na imprensa que faça referência à pesquisa.

5. Capa da revista Época com Jair Bolsonaro liderando as pesquisas é falsa

Os dados que colocam o candidato Jair Bolsonaro com 78,4% de vantagem sobre os seus concorrentes são falsos. Assim como a capa que circula em grupos de Whatsapp, que não foi publicada pela revista Época.

A pesquisa mais recente de intenção de voto, feita pelo Ibope e registrada no TSE (Registro BR-02265/2018) traz as seguintes estatísticas:

🏽 🏽 🏽 🏽 🏽 🏽

Luiz Inácio Lula da Silva (PT): 33%

Jair Bolsonaro (PSL): 15%

Marina Silva (Rede): 7%

Ciro Gomes (PDT): 4%

Geraldo Alckmin (PSDB): 4%

Álvaro Dias (Podemos): 2%

Manuela D'Ávila (PC do B): 1%

Fernando Collor de Mello (PTC): 1%

Flávio Rocha (PRB): 1%

Levy Fidelix (PRTB): 1%

João Goulart Filho (PPL): 1%

Outros com menos de 1%: 2%

Branco/nulo: 22%

Não sabe/não respondeu: 6%

O Instituto Independente de Pesquisa de Opinião (IIPO), responsável pela fake news que coloca Bolsonaro com 78,4% de vantagem, fez a pesquisa a partir de seus seguidores de Facebook e não de forma oficial, como regula o art. 33 da Lei nº 9.504/1997. Segundo a Lei, a partir do dia 1º de janeiro, as entidades e empresas que realizarem pesquisas de opinião pública relativas às eleições de 2018 ou a candidatos, para conhecimento público, devem registrá-la no TSE com, no mínimo, cinco dias de antecedência. Os responsáveis por divulgar a pesquisa sem o prévio registro das informações obrigatórias ficam sujeitos à multa, que varia de R$ 53.205,00 a R$ 106.410,00.

Cheque você mesmo:

Umas das formas mais seguras de ter a acesso a pesquisas de opinião é acessar o site do TSE e checar a lista de entidades que a registraram.

Conheça o Ibope

Fontes:

Pesquisas eleitorais no TSE

Regras para as pesquisas

Nota do Ibope

*Cuidado ao espalhar índices falsos!*

Existe um termo, chamado "Efeito de contágio", que reconhece que eleitores votam em um candidato de acordo com as crenças majoritárias e não por causa das suas próprias convicções.

▶ ▶ ▶ Essas informações foram checadas pelo ChecaZap!! ✅

Desconfiou de alguma mensagem? Encaminhe pra gente e entre na nossa lista de transmissão: 11 989520934