OPINIÃO
11/08/2014 13:09 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

Um ano sem geladeira com o corpo mais saudável e a casa mais viva

No inicio até pensei que eu iria me cansar, mas ao longo dos meses fui observando que estava virando uma terapia e com isso estou também economizando energia elétrica.

Em julho de 2013 mudei de casa e, como estava em vias do lançamento do meu livro, mal pude colocar as roupas no armário. Como era inverno fui me adequando a comprar toda semana frutas, verduras e legumes. As frutas e legumes realmente não necessitaram de grandes ajustes para acomodar e nesta experiência me recordei que minha avó materna nunca teve geladeira e suas verduras sempre ficavam numa bacia de alumínio, impecavelmente brilhante. E foi assim que resolvi fazer, mas numa panela de ágata com um tamanho para duas a três tipos de verduras. No inicio eu colocava junto também salsinha, cebolinha, manjericão, mas com o passar do tempo fui percebendo que as ervas não gostam de se misturar e resolvi separá-las e fazer vasos com as próprias ervas para decorar a cozinha e minha sala.

No inicio até pensei que eu iria me cansar, mas ao longo dos meses fui observando que estava virando uma terapia ajustar as verduras, legumes e frutas. E que toda semana comprar tudo fresco me fez ficar mais exigente quanto a aparência dos alimentos e frescor. Eu procuro sempre consumir orgânicos, mas algumas vezes não é possível encontrar, então acabo optando pelos hidropônicos, que são excelentes para quem está sem geladeira. E você já deve estar se perguntando: mas e quando recebe alguém? Compro tudo fresco e que será consumido no almoço ou jantar. Para alguma bebida gelada nada como um belo balde de plástico ou até mesmo seu tanque para resfriá-las. Alguns amigos começaram a me questionar e o que eu disse foi que toda vez que ia ver uma geladeira, eu pensava: "a menor já parece um frigorifico". Como não gosto de bebidas geladas, fui ver um frigobar, mas desisti, porque o valor é de uma geladeira normal. Nem pensar. E com isso estou também economizando energia elétrica.

Após um ano eu percebi que não preciso de uma geladeira e que as minhas peças decorativas, que somente acomodavam flores, podem alternar com salsinha, alface, rúcula e frutas ao redor de um prato. A cozinha fica com mais vida com os legumes enfeitando. Uma panela, travessa ou bacia para as verduras e uma garrafa vazia de azeite virou um vaso com alecrim próximo a janela.

Toda vez que volto das compras com os meus vegetais ocorre um ritual para nutrir ambas as casas, ou seja, o meu corpo e o apartamento. Vale vivenciar!

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.

Para saber mais rápido ainda, clique aqui.

MAIS COMPORTAMENTO NO BRASIL POST:

Galeria de Fotos Receitas simples para fazer em casa Veja Fotos