OPINIÃO
05/11/2014 10:49 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

Alfaiataria, cavalos e vikings no 1º dia do SPFW - Inverno 2015

Animale

2014-11-03-Animale_nowfashion.jpg

Créditos: nowfashion/Reprodução

Na primeira coleção com assinatura de Vitorino Campos, a Animale traz para o Inverno 2015 a imagem de uma mulher viajante, que passa pela rota da seda. Alfaiataria ampla e fluída, cores neutras e tons terrosos, tudo estava presente no desfile que abriu a nova temporada de moda brasileira. O styling, impecável, só evidenciou o trabalho minucioso do estilista com a matéria prima. Algodão, lã e seda foram transformados em peças usáveis, que carregavam consigo a dualidade do conforto da modelagem ampla com o sexy dos decotes e recortes estratégicos. Destaque para os máxi casacos e quimonos, sempre muito fluidos. Os acessórios também merecem atenção, como a bota de cano curto, que mistura texturas, e a bolsa de pele com acabamento mais rústico.

Uma Raquel Davidowicz

2014-11-03-Uma_nowfashion.jpg

Créditos: nowfashion/Reprodução

Assim como na Animale, a coleção da Uma Raquel Davidowicz foi carregada de conforto e modelagens amplas. Mas, aqui, a imagem é mais andrógina e jovem, com grande influência do normcore. A cartela de cores transita pelo branco, preto e cinza, com pitadas de verde e laranja, criando pontos de luz na passarela. Para quebrar a alfaiataria clássica, alguns looks carregavam uma discreta assimetria, que tirava a obviedade de algumas peças. Destaque para os bordados, com assinatura de Geová Rodrigues, e para a trilha sonora, que ficou por conta da banda Ted Marengos.

Victor Dzenk

2014-11-03-Victor_nowfashion.jpg

Créditos: nowfashion/Reprodução

Inspirado nos cavalos da raça Mangalarga Machador, Victor Dzenk coloca na passarela peças sensuais, pintadas em tons terrosos, que fazem referência às cores da poeira que sobe quando o animal cavalga na terra. Duas apostas do estilista se destacam no meio da coleção: o plissado, que surge em vestidos e saias, e as franjas, que criam um movimento único para os ponchos. A coleção é superfeminina e apresenta ótimas opções de vestidos tanto para o dia-a-dia, quanto para festas.

Tufi Duek

2014-11-03-TufiDuekRTWFW15SaoPaulo05461415042739bigthumb.jpg

Créditos: nowfashion/Reprodução

Depois de um verão futurista e fresco, Eduardo Pombal vai buscar na cultura viking a inspiração para seu inverno. A mulher guerreira da Tufi Duek veste um mix de texturas interessante, que brinca com o couro e o fluido, cores escuras e muito brilho. Vestidos curtos, com silhueta em "A", aparecem em tecidos metalizados; o couro ganha texturas e parecem armaduras supersofisticadas. Assim como no desfile da Uma Raquel Davidowicz, a assimetria é grande aposta do estilista, criando uma silhueta interessante para vestidos retos. Destaque para o styling, que combinou leggings de couro com vestidos e botas com canos até o joelho.

PatBo

2014-11-03-PatBoRTWFW15SaoPaulo07361415046746bigthumb.jpg

Créditos: nowfashion/Reprodução

Para sua estréia nas passarelas do SPFW, Patricia Bonaldi apresenta uma coleção inspirada nos celtas, carregada de seus já inconfundíveis bordados ao lado de vestidos com patchwork de estampas. As peças são urbanas, com cara de protagonistas de fotos de streetstyle. Destaque para as saias lápis coordenadas com top croppeds e para os vestidos sequinhos, que criam uma imagem sexy para a mulher jovem que veste PatBo.

Cavalera

2014-11-04-CavaleraRTWFW15SaoPaulo08911415050847bigthumb.jpg

Créditos: nowfashion/Reprodução

Fechando o primeiro dia de desfiles, a Cavalera conta a história clássica de João e Maria com uma passarela que impressiona, se diferenciando de todas as outras marcas. Um grande livro é o cenário para a coleção de inverno, que é cheia de transparência e estampas. O vestido fluido é a peça-chave da estação, que aparece em diversos comprimentos. No masculino, é a sobreposição de peças que chama a atenção, misturando cores e estampas em peças de alfaiataria. A marca ainda aposta em muitas texturas, como o couro e a lã. O preto, como sempre, é a cor predominante da coleção, mas os tons terrosos também aparecem em algumas peças.

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.


Para saber mais rápido ainda, clique aqui.

TAMBÉM NO BRASIL POST:

Nova moda é decorar a barba com flores