OPINIÃO
02/06/2015 10:50 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:19 -02

Por que estou empolgada por ter o mesmo nome que Caitlyn Jenner

"Caitlyn" é feminino, bonito e forte. Significa puro. Que significado perfeito, não? Meu nome me lembra do que sou no meu cerne, por baixo de tudo, minha alma e meu eu são puros. Caitlyn Jenner está começando um novo capítulo em sua vida, um capítulo tão puro quanto o nome que ela escolheu, sem os segredos que ela teve de guardar ou os julgamentos das pessoas de cabeça fechada.

Minha mãe me deu esse nome em 1985. Quando era criança, ficava irritada porque nunca achava um lápis ou uma caneca com o nome "Caitlyn": era sempre "Kaitlin" ou "Caitlin". Mas, crescendo, aprendi a amar e aceitar o nome (e a grafia) que me definem. Ironicamente, minha mãe estava convencida de que eu me chamaria Jenna, até eu nascer tão claramente uma Caitlyn.

E é justamente isso que sou: inequívoca, total e verdadeiramente, 100% C-A-I-T-L-Y-N. Meu nome foi gritado pelos meus pais quando eu armava confusão; berrado pelo diretor da escola me chamando para a sala dele; anunciado na minha formatura da faculdade; pronunciado pelo telefone quando recebi uma oferta de emprego e parte integral da minha cerimônia de casamento. Meu nome teve um ciclo de vida inteiro nos meus 30 anos na Terra. Não sei como articular direito, mas, se você me conhece, sabe que eu não poderia ser ninguém além de Caitlyn.

Para Caitlyn Jenner, que espera por esse momento desde antes do meu nascimento: estou muito feliz de te dar boas-vindas ao Clube Caitlyn.

Jenner está só começando seu ciclo de vida Caitlyn. Ela vai ter o prazer de ouvir alguém gritar seu nome com uma boa notícia, quando precisarem de um ombro para chorar e quando ligarem pedindo conselhos. Ela vai saber o que é acordar e poder ser a pessoa que nasceu para ser: Caitlyn.

"Caitlyn" é feminino, bonito e forte. Significa puro. Que significado perfeito, não? Meu nome me lembra do que sou no meu cerne, por baixo de tudo, minha alma e meu eu são puros. Caitlyn Jenner está começando um novo capítulo em sua vida, um capítulo tão puro quanto o nome que ela escolheu, sem os segredos que ela teve de guardar ou os julgamentos das pessoas de cabeça fechada.

Às vezes não é legal ser Caitlyn. Quando machuco alguém que amo, sou vítima de maldades nas mídias sociais ou faço bobagem, queria ter outro nome. Mas, como Caitlyn Jenner já sabe, você não pode celebrar as partes incríveis de ser quem você é sem aturar as partes chatas.

Não se como ou por que Caitlyn Jenner chegou ao nome que agora dividimos, mas estou orgulhosa demais por compartilhá-lo com ela. Para mim, meu nome sempre me deu força e orgulho, mas agora ele vai poder fazer o mesmo por tantos outros, graças a Jenner.

Certa vez minha mãe passou horas escrevendo todas as grafias possíveis de Caitlyn, até achar a mais bonita. Nomes têm beleza. Quando a entrevista de Bruce Jenner com Diane Sawyer passou na TV, minha sábia mãe, que passa seus dias amando esta Caitlyn, disse algo profundo: "O corpo é a embrulho em que mora o presente. Ela pode ser azul ou rosa, mas o que está lá dentro ainda é o mesmo!"

Meu presente foi embrulhado há muito tempo como Caitlyn. A viagem, até agora, tem sido maravilhosa. Espero que Jenner, como eu, curta ser Caitlyn.

LEIA TAMBÉM:

Amar e conviver com Bruce Jenner mudou a minha vida

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.