OPINIÃO
29/05/2014 11:22 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:36 -02

<em>Malévola</em>, por um fã

Divulgação

Conta minha mãe que quando eu tinha 5 anos, imitava a Malévola para assustar meu irmão mais novo, repetindo a maldição e a gargalhada da "Rainha do Mal". Sempre a achei uma vilã de classe, postura e meio eloquente.

Quando soube que a Disney lançaria um filme sobre ela, surtei, mas ao mesmo tempo fiquei preocupado com a Angelina Jolie no papel principal. Considerando que a personagem é forte e icônica, confesso que fiquei receoso no princípio, temendo que Jolie estragasse a imagem que tinha da Malévola. Nos primeiros trailers já notei que poderia ficar tranquilo, ela tinha dado conta do recado.

O filme começa contando a história de dois reinos, onde os homens vivem em um, invejando as riquezas do outro e um reino místico - este cuidado com zelo por uma boa fada chamada Malévola.

Malévola ainda criança, conhece o futuro rei Estevão e se envolve com ele. Mas os anos passam e uma traição terrível torna a fada em uma mulher amarga e com sede de vingança.

Eis que no batizado da princesa Aurora, ela aparece divando maravilhosa, bem como no clássico desenho da Disney, com alguns detalhes que me deixaram quase batendo palmas dentro do cinema.

Ao desenrolar da história, vemos Malévola acompanhar de perto o crescimento da princesa, o que a deixa balançada com o destino da garotinha.

O filme conta com todos os elementos do desenho, porém encaixados na história de acordo com esta nova versão dos fatos.

Apesar de ser um filme sobre uma vilã - considerada por ela mesma A Rainha do Mal - vale lembrar que estamos falando de Disney e contos de fadas, portanto não espere por um filme sanguinário de suspense/terror. Esqueça quase tudo que viu sobre A Bela Adormecida e vá preparado para ouvir a história vista por outros olhos - literalmente.

A fotografia do filme é linda, porém o 3D decepciona um pouco. Minha sugestão é: se for ver em 3D, que seja em IMAX ou cinema 4D.

O filme me fez rir várias vezes e até chorar. Aliás, a cena que Jolie faz com a filha é uma das mais fofas do filme.

Pra fechar, Jolie captou a essência da vilã e conseguiu passar seu ar de desprezo em simples respirações e olhares durante o filme. Se você é fã da Malévola, vai entender o que eu estou falando.

Se eu gostei? Bem, saí do cinema já querendo um blu-ray pra chamar de meu.

Assista ao trailer de Malévola:

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.


Para saber mais rápido ainda, clique aqui.

MAIS FILMES NO BRASIL POST:

Pôsteres de filmes transformados em GIFs