OPINIÃO
01/12/2014 09:08 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

União Europeia propõe que o Google seja dividido em dois; entenda o caso

divulgação

Por 384 votos a favor e 174 contra, o Parlamento Europeu aprovou uma moção pedindo que o Google seja cortado ao meio. Pela proposta, ele seria transformado em duas empresas: uma com o buscador e outra com todos os demais serviços (Gmail, Mapas, YouTube, Android etc). Uma das metades teria de ser vendida. A ideia é evitar que o Google use sua força no mercado de buscas, sobre o qual tem quase absoluto domínio, como instrumento para favorecer os outros negócios - e vice-versa. Ou seja, é uma medida antimonopólio e pró-concorrência - similar à proposta pelo governo dos EUA, que em 2001 tentou  dividir a Microsoft em vários pedaços.

A decisão do Parlamento Europeu não tem poder de lei. A eventual divisão do Google em dois pedaços teria de ser ratificada pelos Estados-membros da Comunidade Europeia, o que parece improvável. Mas não é impossível que a empresa seja submetida a alguma restrição, pois a Europa tem um histórico de firmeza com gigantes de tecnologia. A Microsoft venceu a guerra judicial contra o governo americano - mas não escapou de ser multada em US$ 730 milhões pela Comissão Europeia, que considerou a empresa culpada de práticas monopolistas relativas ao Windows.

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.


Para saber mais rápido ainda, clique aqui.


VEJA TAMBÉM NO BRASIL POST:

20 melhores jogos do Internet Arcade