OPINIÃO
30/04/2014 09:23 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:28 -02

Firefox tem maior mudança em 3 anos - e tenta superar crise envolvendo CEO homofóbico

Divulgação

A nova versão do navegador Firefox, que pode ser baixada neste link (se você já tem a antiga, basta clicar em Ajuda/Sobre para atualizar), vem com visual mais moderno - muito parecido ao do Chrome - e um sistema que torna mais fácil sincronizar o histórico, as senhas e a lista de sites favoritos em mais de um computador (em casa e no trabalho, por exemplo). Não é nada que o Chrome não tenha, mas é a maior atualização do programa desde 2011. Um sinal de vida da Fundação Mozilla, que desenvolve o Firefox - e passa por um momento difícil.

Nos últimos anos, o navegador foi perdendo mercado para o concorrente do Google, e no começo deste mês Brendan Eich, CEO da Mozilla, foi forçado a pedir demissão depois que a imprensa descobriu um caso explosivo: ele doou dinheiro para apoiar a "Proposição 8", uma medida que tentava proibir o casamento gay na Califórnia (a proibição passou, mas depois foi considerada inconstitucional pela Justiça). O caso gerou revolta na internet, e alguns sites tentaram liderar uma campanha de boicote ao Firefox. Eich pediu demissão, e ainda não foi substituído.