OPINIÃO
21/07/2014 10:10 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

Fred, Oscar, Neymar que nada. Bom mesmo são Zanetti, Cielo e Scheidt

São vários os exemplos de bons resultados em 2013. Se esses títulos passaram batidos, ainda há oportunidade de torcer até o final do ano, pois serão disputados 25 campeonatos mundiais em diferentes modalidades.

Ricardo Bufolin via Getty Images
SAO PAULO, BRAZIL - APRIL 25: Cesar Cielo competes in the 50m Butterfly qualifying on day five of the Maria Lenk Swimming Trophy 2014 at Ibirapuera Sports Complex on April 25, 2014 in Sao Paulo, Brazil. (Photo by Ricardo Bufolin/Getty Images)

Os brasileiros ainda sentem o gosto amargo da derrota no Mundial de futebol 2014. Mas a geração que nunca viu o país ser campeão da modalidade pode se orgulhar de outros títulos mundiais conquistados nos últimos anos.

As crianças que pediram aos atletas para "jogarem por elas" podem se orgulhar de serem as atuais campeões mundiais em sete provas olímpicas, podendo estender esse número para nove, se levar em conta provas não olímpicas conquistadas somente no ano passado. Assim, elas podem dizer que viram, sim, o Brasil no lugar mais alto do pódio.

Nos esportes olímpicos, ouro é glória. Prata e bronze, também. Diferentemente do futebol. Em 2013, somando os primeiros, segundos e terceiros lugares, o Brasil conquistou 27 pódios em provas olímpicas, podendo subir para 30 com a soma de outras modalidades que não são contempladas pelo programa olímpico em Mundiais ou competições equivalentes.

Como a memória do brasileiro é curta, vale recordar alguns títulos conseguidos apenas no ano passado. O do mundial conquistado pela seleção feminina de handebol foi o mais emocionante. O ouro inédito para o país saiu, depois de um campeonato impecável, vencendo todas as nove partidas.

Os campeões olímpicos Arthur Zanetti (ginástica) e Cesar Cielo (natação) também levaram o ouro. Zanetti levou o seu primeiro em um mundial e Cielo conquistou o tricampeonato mundial dos 50m livre e bicampeonato mundial nos 50m borboleta (prova não olímpica).

No mar, o velejador bicampeão olímpico Robert Scheidt, aos 40 anos, surpreendeu e levou o ouro do mundial de Laser, depois de ficar afastado da classe desde 2005. Ainda na vela, Jorginho Zarif fez história ao conquistar os títulos de campeão mundial júnior e adulto na classe Finn.

O Brasil também brilhou nas maratonas aquáticas, com o ouro de Poliana Okimoto no Mundial de Desportos Aquáticos de Barcelona. No Campeonato Mundial de judô, disputado no Rio de Janeiro, a jovem Rafaela Silva levou o ouro nos 57 kg.

São vários os exemplos de bons resultados em 2013. Se esses títulos passaram batidos, ainda há oportunidade de torcer até o final do ano, pois serão disputados 25 campeonatos mundiais em diferentes modalidades. Assim, os brasileiros poderão vibrar ao lado dos atletas nacionais e entrar, desde já, no clima dos Jogos Olímpicos do Rio 2016.

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.

Para ver as atualizações mais rápido ainda, clique aqui.

MAIS COPA NO BRASIL POST:

Galeria de Fotos Os melhores memes da Copa 2014 Veja Fotos