OPINIÃO
06/02/2015 16:33 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:11 -02

Cauê Moura: 'Não fiz porque ia "bombar", mas porque era o certo'

Com uma conversa descontraída, os youtubers PC Siqueira, do canal Maspoxavida, Otávio Albuquerque, do Rolê Gourmet, e Cauê Moura, do Desce a Letra, passaram pela Campus Party para abençoar os jovens que estão adentrando no mundo do Youtube.

divulgação

Por Isabel Silva

Com uma conversa descontraída, os youtubers PC Siqueira, do canal Maspoxavida, Otávio Albuquerque, do Rolê Gourmet, e Cauê Moura, do Desce a Letra, passaram pela Campus Party para abençoar os jovens que estão adentrando no mundo do Youtube.

É fato que hoje os canais de YouTube estão mais profissionais e menos amadores. A concorrência aumentou e um diferencial se tornou obrigatório para chamar a atenção do público. Quando o Maspoxavida surgiu, era uma situação nova e ainda experimental, ninguém poderia prever que seria possível ganhar dinheiro com vídeos no Youtube.

Os canais agora já nascem com um plano elaborado. Se o objetivo é construir um público fiel e ganhar dinheiro, Otávio Albuquerque sugere ser firme com seu modelo de negócio, principalmente quando se trata da periodicidade das publicações dos vídeos. "Como vai ser sua postura dentro da plataforma, vai depender do seu conteúdo e modelo de negócios. Para você construir um público tem que mostrar que se importa com ele".

Após um tempo do canal no ar, o público já é conhecido, sendo mais fácil selecionar o conteúdo. Mas para os jovens vlogueiros, selecionar o conteúdo e como abordá-lo ainda gera dúvidas. Para Cauê Moura, decidir o conteúdo sempre foi uma questão de intuição, mesmo que o tema pudesse atrair críticas negativas. "Todo esse tempo que passei no YouTube fiz o que deu vontade, fui pela minha intuição. Não porque ia 'bombar', mas porque era o certo, mesmo sabendo que não iria agradar a 80% do público".

"A gente tem de se reinventar, mas não precisamos parar as coisas que já estamos fazendo", sugere PC Siqueira, que além do maspoxavida, criou o Rolê Gourmet junto com Otávio Albuquerque e apresentou o programa PC na TV, na MTV.

A questão sobre a migração de youtubers para a televisão também foi levantada. Afinal eles estariam se vendendo para a televisão? Para Cauê, os youtubers não se tornam menos nobres ao irem para a TV. Mas em uma coisa todos eles concordam: o YouTube permite uma liberdade que nenhuma outra plataforma poderá oferecer. "A TV nunca terá essa abertura, por ser uma operação maior, você perde muita liberdade, que é o que tem valor no que estou fazendo", afirma Otávio.

Siga a gente no Twitter

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.

Para saber mais rápido ainda, clique aqui.