Sophie Deram

Nutricionista insaturada defendendo o prazer de comer

Nutricionista, pesquisadora, autora, palestrante e ativista para comer melhor e não menos! <br> Sophie é franco-brasileira, doutora pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo-FMUSP no departamento deEndocrinologia . Concentrou sua pesquisa em obesidade adulta e infantil, nutrigenômica, transtornos alimentares e neurociência do comportamento alimentar. <br> Sophie valoriza o poder dos alimentos. É uma especialista em estilo de vida saudável, comportamento alimentar e perda de peso sem fazer dieta, que inspira incontáveis indivíduos a viver uma vida mais feliz e mais saudável mudando seu mundo familiar. <br> Sophie é autora do livro <a href="http://sophiederam.com/blog/2014/12/17/meu-livro-o-peso-das-dietas/" rel="nofollow">“O Peso das Dietas: Emagreça de forma sustentável dizendo não às dietas ”</a>, publicado em 2014 pela Editora Sensus, e desenvolveu o programa online de auto-ajuda " <a href="http://sophiederam.com/efeitosophie/" rel="nofollow">Efeito Sophie: Transforme sua relação com comida em 6 semanas</a>". <br> Sophie mantém um consultório em Higienópolis, em São Paulo. <br> <a href="http://www.sophiederam.com" rel="nofollow">www.sophiederam.com</a> <br> <a href="http://www.facebook.com/OsSegredosDaSophie" rel="nofollow">www.facebook.com/OsSegredosDaSophie</a>
Diga não às dietas em crianças e respeite a fome do seu

Diga não às dietas em crianças e respeite a fome do seu filho

A maioria dos programas de "combate" à obesidade infantil incentivam as crianças a "fechar a boca e malhar", ou seja, é a responsabilidade da criança reduzir o que ela come e aumentar exercício físico com a ajuda dos adultos ao seu redor. Essa abordagem não tem funcionado e existem razões para isso. Tentativas de tratamento com dietas, remédios e cirurgia, não têm dado resultados satisfatórios e têm muitos efeitos secundários. O corpo volta a engordar na maioria das vezes.
24/10/2016 15:34 -02
Em 2016, me deixe comer em

Em 2016, me deixe comer em paz!

Uma das maiores dificuldades dos meus pacientes e seguidores é de enfrentar a fiscalização permanente dos outros sobre o que comer: "<em>Você vai colocar açúcar?</em>" "<em>Nossa, você vai comer este doce?</em>" ou "<em>Vai repetir mesmo?</em>".
03/01/2016 13:12 -02
Comer com prazer ajuda a comer

Comer com prazer ajuda a comer menos

A sensação de prazer ou de descoberta gustativa pode trazer uma recompensa similar a uma quantidade grande ou uma carga calórica vindo dos alimentos ricos em gordura, açúcar ou/e sal.
12/07/2015 20:03 -03