Shajar Goldwaser

Graduado em Relações Internacionais e só. Tudo bem, a vida é mais do que um título acadêmico.

Nasci em Jerusalém, mas fui criado em Buenos Aires. Me mudei para a América do Sul aos quatro meses de idade, apesar de frequentemente retornar à Israel. Minha chegada ao Brasil se deu em 2002, quando tinha apenas 9 anos. Uma francesa que me conheceu em Istambul me descreveu assim: “Tem cara de israelense, mas dança como um latino”. <br> Já morei uma temporada em Copenhagen, onde aperfeiçoei minhas habilidades como ciclista. Além disso, preservo uma alimentação vegana e trato meu cachorro como um grande amigo (o que inclui abraços e brigas recorrentes). Moro em São Paulo, uma cidade que me deixa irritado, o que é ótimo para escrever. <br> Cresci num ambiente judaico minha vida toda, mas isso não é mais uma forte característica minha. Hoje em dia busco me libertar de velhos dogmas e ver o mundo com meus próprios olhos. Sou homem, branco e israelense; e por isso, me sinto na responsabilidade de corrigir opressões históricas cometidas pelos meus antepassados, sem nunca esquecer os limites da minha condição.
Até quando,

Até quando, jornalismo?

Faz aproximadamente um mês que começaram a falar de Israel/Palestina. Mostram como palestinos assassinam israelenses. Também mostram como israelenses assassinaram palestinos, quatro vezes mais.
22/10/2015 17:23 -02