profile image

Ricardo Anderáos

Jornalista, ambientalista e empreendedor social

Ricardo Anderáos, 51, é jornalista e ambientalista. Trabalhou como repórter e editor na Folha de S. Paulo e O Estado de S. Paulo, e foi o diretor editorial do jornal Metro no Brasil. Foi colunista de tecnologia nas rádios BandNewsFM e Eldorado FM, e na revista Carta Capital. Em plataformas digitais, trabalhou como webmaster no UOL, New Media Manager no Itaú Cultural, Editor-Executivo do Estadão.com, Diretor de Negócios Online no Grupo Bandeirantes e Diretor de Mídias Digitais na MTV Brasil.

Antes de se tornar Diretor Editorial do Brasil Post, foi Diretor de Mídias Sociais do Grupo Abril.

Ricardo passa metade de sua semana em Ilhabela, no litoral norte de São Paulo, onde vive com a esposa e três filhos. Na Ilha dirige uma ONG ambiental e um viveiro de árvores nativas da Mata Atlântica _a floresta tropical mais ameaçada do planeta. É representante das ONGs paulistas no Conselho Estadual do Meio Ambiente de São Paulo.

É Doutor em História Social da Arte pela Universidade de São Paulo (USP) e medita na tradição budista tibetana Nyingma.
Jornalistas de tecnologia estão em vias de

Jornalistas de tecnologia estão em vias de extinção

A insaciável revolução digital acaba de fazer uma de suas mais improváveis vítimas: o jornalismo criado para contar sua história. Nos anos 90, a BBC criou o cargo de "correspondente na internet", o que fazia sentido à época. Hoje, entretanto, a tecnologia já está tão entranhada em nossas vidas que não faz sentido ter alguém "lá", cobrindo "assuntos relacionados com a tecnologia"
17/07/2014 15:51 -03
É Dilma, #naovaitercopa para nós, mas podemos ganhar um novo

É Dilma, #naovaitercopa para nós, mas podemos ganhar um novo país

Perdemos de maneira vergonhosa em campo, nos estádios e fora deles. Mas apesar de tudo, há um enorme legado positivo nesta Copa, que catalisou protestos e levou o povo para as ruas, colocando pressão no Congresso, na Presidência e nos políticos em geral. A taça vai para outras mãos, mas o jogo mais importante começa agora, rumo às eleições de outubro. Perdemos a Copa mas podemos ganhar uma nação melhor.
08/07/2014 19:03 -03