profile image

Peter Rosenwald

American writer and marketing professional living and working in Brazil

Peter Rosenwald, a New Yorker was educated at Hotchkiss and Princeton University and has resided in Brasil since 1998. He is a regular culture and world affairs contributor to 'HuffPost Brasil'. The founder of the advertising agency Wunderman Worldwide and a marketing specialist, he lives a double life, dividing his time between marketing consulting and writing. Formerly Vice-President, Direct Marketing and Executive Committee Member at GRUPO ABRIL, Latin America’s largest magazine publisher, he was for 17 years music and dance critic for ‘The Wall Street Journal’ and has been a featured contributor to ‘New York Magazine’, ’The Guardian’, ‘Dance Magazine’ and ’Horizon’. He is the author of ‘Accountable Marketing: The Economics of Data-Driven Marketing’, published by Thomson in the US and UK and in Brazil in Portuguese. His next book, ‘The Way It Really Is’ is a work in progress.
O que houve de errado com

O que houve de errado com 2017?

Não parece que o mundo está se desfazendo como uma bola de lã nas patas de um gatinho, girando fora de controle cada vez mais rápido?
27/12/2017 09:56 -02
O Propósito de um

O Propósito de um Cão

Todo Golden que eu conheço está sempre observando o mundo com seus grandes olhos e focinho proeminente e se perguntando: qual é o sentido da vida?
08/02/2017 17:01 -02
A posse do

A posse do caos?

Como seu blogger residente que apresenta a visão dos gringos, estou profundamente constrangido e entristecido pelo que vimos tomar forma nos Estados Unidos nos últimos anos, culminando hoje com a posse de Donald Trump como o novo presidente americano com o potencial de criar caos.
20/01/2017 19:22 -02
140 caracteres são o

140 caracteres são o bastante?

Talvez você se lembre que, durante a campanha eleitoral, os assessores de Trump de alguma maneira conseguiram barrar seu acesso ao Twitter. Indagado sobre isso, o presidente Obama comentou: "Se uma pessoa não sabe lidar com uma conta no Twitter, ela não sabe lidar com os códigos nucleares. Se você começa a tuitar às 3h da manhã porque o programa 'Saturday Night Live' tirou sarro de você, você não vai poder lidar com os códigos nucleares."
24/12/2016 13:42 -02
Rupturas por toda

Rupturas por toda parte

Parece que estamos cercados de todo tipo de ruptura. Talvez só precisemos ir para uma praia tranquila, olhar para as ondas e fugir de tudo. É assim que este gringo planeja passar as festas, e deseja um Feliz Natal e um Feliz Ano Novo para todos os seus leitores.
16/12/2016 16:49 -02
Um convite à

Um convite à intimidade

Em sua mais recente "pesquisa" teatral, Antunes Filho mais uma vez nos força a uma experiência teatral completamente nova, que nos deixa com um senso de intimidade. "Blanche", que está sendo apresentada num espaço do Sesc Consolação dedicado ao Centro de Pesquisa Teatral de Antunes, usa apenas "Fonemol", uma língua imaginária na qual os atores parecem fluentes, mas da qual não entendemos nem uma palavra sequer. Só nos resta observar a ação e ouvir as cadências vocais, os gritos e sussurros, a montanha-russa de emoções expressadas sem a ajuda de palavras que possamos compreender. Logo nos acostumamos, e esse estratagema concentra nossa atenção no que os atores estão expressando de modo a romper a barreira às vezes criada pela linguagem. Enxergamos com mais clareza.
22/11/2016 11:05 -02