profile image

Marcelo Estraviz

Pausar, mudar, doar

Escritor, empreendedor, palestrante, ativista. Fundador e ex-presidente da Associação Brasileira de Captadores de Recursos ( ABCR) e da associação de ex-alunos do Colégio Miguel de Cervantes; conselheiro do Greenpeace, do Instituto Filantropia e do Instituto Seva. Autor dos livros Captação de diferentes recursos para organizações da sociedade civil e Um dia de captador. Acaba de lançar o livro Pause, sobre suas experiências com períodos sabáticos. É Presidente do Instituto Doar, que atua em prol da cultura de doação no Brasil, através do Dia de Doar e da iniciativa certificadora de ONGS. É Empreendedor Cívico da RAPS, Rede de Ação Política pela Sustentabilidade.
Dôo porque me faz

Dôo porque me faz bem

Descobrimos que metade dos brasileiros doam. Muito mais do que a melhor das expectativas.
03/02/2017 09:32 -02
Doaremos para a política como doamos para

Doaremos para a política como doamos para causas?

São os indivíduos que financiam as organizações da sociedade civil. Traduzindo: nós, pessoas comuns, financiamos causas. Não é o governo nem as empresas. Portanto cabe a nós a mudança. São nossos os erros e os acertos.
13/04/2016 18:34 -03
E se o Business Model é a

E se o Business Model é a doação?

Muitos acham que nosso cliente no terceiro setor é a criança ou o doente. Esse foi o grande erro das últimas décadas. Nosso cliente é o doador. Os públicos atendidos são nosso produto. Se eu educo bem as crianças, eu deixo meus doadores felizes (e a sociedade melhor). Sei que ao dizer isso, vários amigos meus do lado do social vão me questionar. Mas afirmo: não está em jogo nossa vontade de fazer algo muito bem, o que está em jogo é o dinheiro que preciso para isso, portanto meu cliente, quem me dá o dinheiro, é meu público alvo.
13/04/2016 17:13 -03
'Queremos disseminar a importância da

'Queremos disseminar a importância da doação'

Já evoluímos muito nos últimos anos, principalmente com a doação de horas, o voluntariado. Mas ainda temos muito a fazer para que doar seja cultural, para que faça parte da vida das pessoas.
02/12/2014 01:01 -02

"Minha relação com Marina Silva"

Tudo começou em 2010. Em uma manhã ensolarada de um sábado de abril ou maio, participei de um encontro de umas 20 pessoas no bairro da Vila Mariana em São Paulo.
17/10/2014 15:07 -03

"Faça o bem, doe, brinque, dê exemplo e chame mais 3"

Se você doou, imagino que vai se identificar com o que vou dizer. E se você não doou, espero convencê-lo, pelo exemplo, que o que deve ser feito, sempre, é a doação. O resto é firula, negativismo, crítica em cima do muro.
25/08/2014 21:34 -03