Luis Henrique Rolim

Pesquisador Esportivo - Aqui o esporte não é autônomo e sim um fenômeno cultural.

Luis Henrique Rolim é um profissional multiespecialista nas áreas que envolvem esporte, cultura, educação e comunicação.

Luis Henrique Rolim usa do sarcasmo e da linguagem popular para comer as pizzas do esporte. Futebol e Jogos Olímpicos são seus sabores favoritos. Ama os gordurosos assuntos extra-campo, e por isso tem colesterol acima da média. Debate ideias, não pessoas.
'Nosso furacão tu és sempre um

'Nosso furacão tu és sempre um vencedor'

Não há palavras ou idioma que expliquem a tragédia ocorrida com a delegação da Chapecoense e demais passageiros do fatídico voo 2933 da LaMia. Diante da dor do torcedor que sonhava com um título inédito para um clube do oeste catarinense; ou de familiares que vibravam com ascensão profissional de seus maridos, pais, filhos, netos; só nos resta dar o ombro em solidariedade e chorarmos juntos.
29/11/2016 19:16 -02
O ódio olímpico do brasileiro tem

O ódio olímpico do brasileiro tem cura?

Com um discurso populista, o prefeito Eduardo Paes fala o que você quer ouvir, se exime da responsabilidade enquanto administrador público e, ao final, usa um símbolo olímpico de palanque político - um desrespeito total com a ideia de preservar os símbolos e valores olímpicos de atos políticos e religiosos.
12/08/2016 16:39 -03
A babaquice de apagar a Chama

A babaquice de apagar a Chama Olímpica

Eu sei que você é contra toda essa "papagaiada olímpica" que o Brasil está vivenciando, em especial o revezamento da Chama Olímpica. Também não lhe culpo por não entender a simbologia olímpica e compreendo perfeitamente os seus argumentos com relação às despesas do evento olímpico.
08/07/2016 17:12 -03
Da Suíça ao Amazonas: A incompetência Olímpica não tem

Da Suíça ao Amazonas: A incompetência Olímpica não tem fronteiras

Falar em programa educativo integrado na rede de ensino formal ou quem sabe em uma exposição que instigue o visitante a pensar o seu ambiente social para tornar-se um agente de mudança na região; parecem estar tão fora de questão tanto quanto esquecemos das tribos indígenas brasileiras.
01/07/2016 12:49 -03
Tite irá salvar a Seleção, não o futebol

Tite irá salvar a Seleção, não o futebol brasileiro

Minha incredulidade em mudanças estruturais se dá pelo simples fato de que a CBF não tem como prioridade a adequação do calendário do futebol brasileiro ao internacional; além de ser pouco rígida com relação ao fair play financeiro e à distribuição das cotas de televisão. Dessa forma, Tite enquanto treinador poderá salvar a seleção. O que dói na alma é saber que ela novamente será o "engana bobo" do torcedor brasileiro.
17/06/2016 13:31 -03
A Olimpíada: O revezamento da tocha que já uniu o

A Olimpíada: O revezamento da tocha que já uniu o Brasil

A corrida do fogo simbólico ocorre até hoje, mas sem o impacto dos seus primeiros dez anos. Se hoje, diante do momento conturbado da política brasileira as autoridades Olímpicas esperam unir o país com o revezamento da chama Olímpica dos Jogos Rio 2016; a história da corrida do fogo simbólico nos mostra que é preciso um contexto diferenciado e muito mais do que "espírito olímpico" para que isso ocorra no Brasil.
10/05/2016 19:10 -03
Crônica do isentão (na segunda

Crônica do isentão (na segunda pós-domingo)

Tudo ocorreu tranquilamente. Entre vaias e aplausos, um cuspe ali, um empurrão acolá. Foi um show de retórica: em nome da neta, do papagaio e dos votos jogados no lixo. "Deus" foi mais citado do que golpe e impeachment.
18/04/2016 19:26 -03
Futebol: O mau exemplo dos

Futebol: O mau exemplo dos "cascudos" do Grêmio

Não dá para os chamados "cascudos" do elenco serem o exemplo negativo da equipe. É deles que o torcedor, o técnico, o presidente, enfim, todos esperam uma atitude profissional, uma liderança positiva para os guris do time.
07/04/2016 11:10 -03
Nasce um herói no Grêmio: Miller

Nasce um herói no Grêmio: Miller Bolaños

Quando são colocados à prova, não decepcionam. E quando estão feridos, ignoram a dor e demonstram capacidade de superação. Miller Bolaños nasce como herói gremista. A mandíbula fraturada em duas partes é o capítulo da história em que ele se tornará ainda mais forte para ajudar o Grêmio a conquistar o tão sonhado título da Libertadores.
07/04/2016 11:09 -03
Panama Papers: A seleção do submundo fiscal tem Messi como

Panama Papers: A seleção do submundo fiscal tem Messi como capitão

A nossa identidade nacional está ferida pelos "Panama Papers". De acordo com esses documentos, revelados pelo Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos, a corrupção é global. E você aí pensando que a Operação Lava Jato era a maior investigação do mundo e que a corrupção era exclusividade do Brasil. Tsc, tsc, tsc...
05/04/2016 12:09 -03
Seleção Brasileira: falta de boa 'ventura' não justifica polêmica do

Seleção Brasileira: falta de boa 'ventura' não justifica polêmica do hotel

A sociedade brasileira está em ebulição devido ao cenário político. Escândalos de corrupção e artimanhas políticas estão cada vez mais evidentes, o que faz qualquer entidade pública ou privada do país se precaver; evitando atitudes duvidosas que coloquem em risco sua marca. Assim, quando a seleção brasileira anunciou sua preparação para o jogo contra o Paraguai no Hotel Vila Ventura, na região metropolitana de Porto Alegre e cujo um dos sócios é o auxiliar pontual de Dunga; faltou, no mínimo, bom senso dos profissionais da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).
05/04/2016 11:56 -03
Nos clubes europeus, treinadores ficam em média 12 meses. Já no

Nos clubes europeus, treinadores ficam em média 12 meses. Já no Brasil...

O fato não é novidade. A cada ano no Brasil, técnicos que começam seu trabalho na pré-temporada não resistem até a última rodada do Campeonato Brasileiro. Só este ano, cinco clubes da Série A do Brasileirão já trocaram de técnico: Palmeiras, Fluminense, Atlético-PR, Figueirense e Ponte Preta.
29/03/2016 14:49 -03
Adeus, pay-per-view? Olá, Periscope e

Adeus, pay-per-view? Olá, Periscope e Meerkat!

A tão aguardada luta entre Floyd Mayweather e Manny Pacquiao escancarou o que muitas emissoras de eventos esportivos temiam: a transmissão "pirateada" de eventos através de aplicativos de celular. A luta foi o evento esportivo mais pirateado no mundo por espectadores. E se essa moda pega no Brasil?
07/05/2015 17:03 -03
Mario Jardel não estava preparado para ser político. Mas quem

Mario Jardel não estava preparado para ser político. Mas quem está?

O próprio "inventor" do deputado Mario Jardel já falou, em entrevista à uma rádio de esportes de Porto Alegre, que o seu primeiro mandato foi de "aprendizagem" do sistema político. É louvável esse reconhecimento pelo deputado, mas me desculpe Danrlei, ninguém é eleito para aprender, mas sim para exercer o cargo.
09/04/2015 16:09 -03