profile image

Ligia Moreiras Sena

Cientista e mãe, escritora do blog Cientista Que Virou Mãe

Bióloga, mestre em Psicobiologia, doutora em Ciências, doutoranda em Saúde Coletiva, autora do blog Cientista Que Virou Mãe e do livro "Educar sem violência - criando filhos sem palmadas" e mãe da Clara. Pesquisadora dos impactos da violência na saúde, especialmente a violência obstétrica, que acontece com mulheres no momento do parto e da medicalização da vida.
As brasileiras preferem o parto

As brasileiras preferem o parto normal

Uma revisão sistemática, envolvendo 38 outros estudos, indicou uma taxa de preferência pela cesariana de apenas 15,6%, valor que aumenta entre mulheres com cesariana anterior e entre as que moram em países de renda média. E sabe por que a MAIORIA prefere parto normal? Dois dos principais motivos são: a recuperação mais rápida e a muito maior satisfação com a experiência de nascimento de seus filhos.
13/03/2015 11:50 -03
'Mãe, a culpa é

'Mãe, a culpa é sua'

As perguntas feitas à mãe do estudante morto no sábado foram extremamente culpabilizantes. Vejo não um jornalista as fazendo, mas um investigador policial. O tom das respostas de Dona Olinda são de justificativa, de busca de uma suposta mea culpa, até mesmo de melancolia. E não sei como estão se sentindo agora as mães das crianças em cujas camisetas brancas e sem dizeres foram aplicados, posteriormente, com ferramentas digitais, os dizeres absurdos da empresa de Huck, ao se virem culpabilizadas pelo Tribunal Inquisidor Feicibuqueano.
04/03/2015 17:50 -03
Geraldo Alckmin e a violação dos direitos de mães funcionárias

Geraldo Alckmin e a violação dos direitos de mães funcionárias públicas

Que a sociedade, de mentalidade ainda muito tacanha, machista e preconceituosa, trate, de maneira geral, as mães dessa maneira predatória, pode até ser historicamente compreensível - eu não acho que seja, mas tem gente que acha. Agora, que o Estado promova, defenda e legitime práticas que excluem as mães do justo e equitativo acesso ao mercado, ou as prejudique, ou tente mantê-las em situação de defasagem, exclusão e desigualdade, aí é inaceitável. Inaceitável. Indignante. Revoltante. E passível de denúncia por promoção da violência. Contra a mulher. Contra as mães. E isso está acontecendo. No estado de São Paulo. Comandado pelo governador Geraldo Alckmin.
10/02/2015 11:28 -02
Quando o amor - ou a violência - altera a

Quando o amor - ou a violência - altera a genética

De nada vale a melhor seleção de genes se essa criança não for amada, cuidada e preservada incondicionalmente durante sua infância. Maltratar uma criança é capaz de mudar para sempre sua vida. E isso não é crendice, superstição ou papo de gente alternativa: é a ciência mais atual, publicada nas melhores revistas científicas do mundo.
28/01/2015 10:55 -02
'Sexo, machismo, indústria, política: como nascem os brasileiros

'Sexo, machismo, indústria, política: como nascem os brasileiros hoje'

Parto não é dor. E dizer isso não significa ignorar ou minimizar o componente doloroso do parto que - sim - existe, e todo mundo sabe que existe. Significa dar a ele seu real significado. Mais do que isso: significa falar sobre a verdadeira dor que muitas mulheres estão vivendo em seus partos atualmente no Brasil.
15/01/2015 19:21 -02
Está difícil criar filhos e filhas? Que

Está difícil criar filhos e filhas? Que bom.

A forma como muitas pessoas estão fazendo escolhas contra-hegemônicas, desafiando o conceito mercadológico de vida atual, desacelerando, readequando, ou ressignificando o tempo que têm com seus filhos e filhas, fazendo escolhas não muito comuns, tem me mostrado que não será preciso aguardar muito para ver a mudança.
08/01/2015 11:47 -02
Devagar:

Devagar: crianças

Nesse mundo tão corrido, não nos esqueçamos disso: crianças também precisam descansar. Precisam de ócio, de silêncio, de contemplação. Ensinar, ainda na infância, que silêncio e solitude não são sinônimos de solidão e que calmaria nem sempre é tédio, é criar adultos que não sintam necessidade de buscar emoções a todo custo apenas para fugirem de si mesmos.
28/12/2014 16:27 -02
'O que eu quero em 2015? Que estejamos vivos. Mas de

'O que eu quero em 2015? Que estejamos vivos. Mas de verdade'

Que no ano que vem você acorde em um certo dia e não expulse a sua dor. Que não finja que ela não existe. Que não tente dissipá-la às custas de si mesmo com a ajuda de qualquer coisa. Que você acorde, olhe no olho dela, naquele olhar cínico e desafiador que ela insiste em te lançar e diga: "Oi".
18/12/2014 13:21 -02
Incentivar ou não incentivar a crença infantil no Papai

Incentivar ou não incentivar a crença infantil no Papai Noel?

Estamos há menos de 1 mês do Natal. Com sua proximidade, algumas mães e pais começam a se questionar sobre a data, sobre sua simbologia, seu significado e sobre que atitude devem tomar com relação às crianças e suas crenças sobre o Natal.
27/11/2014 15:54 -02
'Desculpe-me por ser

'Desculpe-me por ser criança'

Mas olhe, vá por mim. Se nós queremos um mundo um tantinho mais bacana, menos violento, mais empático, é bobagem achar que é o outro quem vai ter que fazer isso. Ou que é "a sociedade". Não é. A sociedade é você. Sou eu. Somos nós.
13/11/2014 13:05 -02