profile image

João Gabriel Chebante

Consultor de marketing e novos negócios

Formado em administração com ênfase em marketing na ESPM, com especialização em modelagem de negócios pela mesma faculdade e gestão de marcas (branding) pela FGV. 9 anos de experiência em inteligência de mercado e gestão de marcas, como profissional ou consultor de empresas como Recaro, Colgate, Henkel, BankBoston e Braskem (Odebrecht). Está produzindo livro sobre atitude empreendedora, "Living the Dream”, a ser lançado em 2014 pela Ed. Évora.
Donald Trump e o marketing que sempre

Donald Trump e o marketing que sempre vence

Nesta altura do campeonato, tudo já foi dito sobre a vitória de Trump nas urnas - desde a incompreensão/compreensão da geografia e fatiamento sociológico dos votos até a insatisfação da maioria local e da "esquerda universitária" do Brasil - aquela mesma que faz manifestação na Vila Madalena e Largo da Batata, acha que via Facebook coloca a boca no mundo, mas não vai além das fronteiras dos seus grupos de WhatsApp.
10/11/2016 16:34 -02
Dois impeachments em 25 anos e o Brasil que falha com a

Dois impeachments em 25 anos e o Brasil que falha com a democracia

Para a gente, fica a reflexão que a democracia no Brasil não deu certo como ela está desenhada agora. Que, claro, o país vai evoluir e será muito melhor para ambos os lados - afinal a batalha é única aqui. A pergunta que fica é quando teremos educação e como para fazer a diferença e ter boas lideranças de fato.
12/09/2016 09:56 -03
Rolando Massinha não usa gasolina

Rolando Massinha não usa gasolina Petrobras

O que ocorre na Petrobras é, em escala midiática, o que ocorre todos os dias nos desafios que caras como Rolando Massinha precisa superar para ter seus quase 10 carros e sua causa/propósito que é a boa e barata comida de rua, a cada dificuldade de levar seu negócio ao público consumidor, a cada imposto que não tem o devido retorno em benefícios ao empresariado. Ainda que você vença a batalha, as pancadas do combate vão doer no dia seguinte.
26/07/2016 13:39 -03
Do choque à redenção: Os desafios do presidente em

Do choque à redenção: Os desafios do presidente em exercício

Pessoalmente, vejo com bons olhos a mudança. Precisamos ver uma mudança de agenda, de ânimo sobre ser brasileiro e gerir nosso país. A oportunidade veio. Cabe ao presidente Temer fazer a sua dura lição de casa. E ao povo, independente do lado que estejas, cobrar. Talvez este seja um dos grandes legados da crise política: voltamos a cobrar. E espero continuarmos assim.
12/05/2016 17:45 -03
Mais do que o impeachment, o Brasil precisa saber votar e cobrar

Mais do que o impeachment, o Brasil precisa saber votar e cobrar posições

Usando as palavras de um consultor político colega de faculdade, o PT ainda deve ficar com 20% do imaginário do eleitorado, mas pode desmantelar-se como partido a medida da saída da Dilma e uma potencial prisão de Lula por obstrução de justiça na Lava-Jato. Ainda assim, pode ser uma ameaça aos potenciais candidatos de 2016 e 2018.
20/04/2016 11:27 -03
Por que eu sou a favor do impeachment da presidente Dilma

Por que eu sou a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff

Sendo muito réu confesso com você, leitor, <strong>não tenho muita esperança de que o Brasil vai mudar a partir do impeachment.</strong> Mas vejo nele algo legal sob o ponto de vista jurídico, e mais do que isso: o ponto de inflexão para retomarmos uma agenda boa para termos empregos, dinheiro e oportunidades de trabalho e empreendedorismo de volta, além de ser mais uma semente para construirmos uma cultura que deixe o "jeitinho brasileiro" para o final de semana, ano novo e Carnaval.
17/04/2016 01:05 -03
Um mito que personifica uma marca e que vai

Um mito que personifica uma marca e que vai além

E nada mais justo do que falar de um dos temas que é recorrente do meu trabalho - branding e a construção estratégica de marcas. Vou começar pelo tema da semana, e que tem impacto nas atividades da Chebante Brand Strategy, com dois clientes em ação conjunta: a despedida de Rogério Ceni.
08/04/2016 19:45 -03
PT sem inteligência de mercado e PMDB sem força de

PT sem inteligência de mercado e PMDB sem força de marca

Construção de marca (branding) e inteligência de mercado são pilares para auxiliar neste processo. Mas antes disso é mais importante a todos nós, cidadãos, construir uma mentalidade para que estes processos de marketing e comunicação sejam usados para pavimentar um projeto de país, e não de poder. Talvez depois do impeachment, da Lava-Jato e seus tentáculos, uma ampla reforma política seria a solução final para criar as bases de um Brasil melhor.
30/03/2016 16:06 -03
As marcas precisam tomar posição e abalar o status quo da

As marcas precisam tomar posição e abalar o status quo da publicidade

É a polêmica que gera opiniões diferentes, que fomenta o diálogo. E que, em algum momento, traz evolução do senso crítico. Se na política ainda nos relacionamos como o futebol, eu sugiro aproveitar a dinâmica cultural brasileira para fomentar uma boa polêmica para a sua marca. Mas a faça com planejamento, reforçando o vínculo com os "lovers" e contingenciando os "haters". A projeção do seu negócio agradece. E deixa o diálogo com o fígado para o Facebook.
18/03/2016 17:38 -03
Este é o nosso momento mais frágil como democracia desde

Este é o nosso momento mais frágil como democracia desde 1985

O que a soma dos eventos da tarde trouxeram foi um acinte, um atentado à República. É o nosso momento mais frágil como democracia desde 1985, quando Tancredo finalmente se impôs como civil a frente do país em comparação ao ainda atrelado regime militar Paulo Maluf.
17/03/2016 11:39 -03
O que O Boticário ensina sobre personalidade de

O que O Boticário ensina sobre personalidade de marca

O que O Boticário fez com o filme "Casais" não foi somente uma singela, porém efetiva campanha aberta a um hábito comum de se presentar no Dia dos Namorados, independente da formatação do casal; trata-se de uma aula extremamente efetiva de como se posicionar em termos de personalidade de marca e criar uma impressão definitiva no público consumidor - mesmo sabendo que a adoção de uma postura pode acarretar na negativa de alguns
08/06/2015 10:33 -03
Os números não mentem: Dados definitivos sobre o 15 de

Os números não mentem: Dados definitivos sobre o 15 de março

É mais que que a "elite branca': as movimentações sociais não foram construídas somente pelas castas mais abastadas do país; tanto o número total quanto a capilarização geográfica mostram um movimento que envolve cidadãos de diferentes raças e classes sociais.
16/03/2015 12:18 -03
Os números não mentem: uma análise sobre Dilma versus

Os números não mentem: uma análise sobre Dilma versus panelaço

Dias ainda mais duros assolarão o 3o andar do Palácio do Planalto. Independente de quem lá esteja, espero que este estudo seja um alento sobre o comportamento do brasileiro consumidor ávido e desesperado de uma oferta, hoje, em falta: um país bem gerido.
10/03/2015 10:31 -03
'O que fez Aécio Neves

'O que fez Aécio Neves perder?'

A militância do PT é tão forte em relação aos concorrentes que fizeram com que os jovens que foram às ruas em junho-julho do ano passado em busca de mudança, em boa parte, votassem justamente na manutenção das lideranças vigentes.
27/10/2014 14:14 -02
Insights e decepções de marketing sobre as

Insights e decepções de marketing sobre as eleições

O medo é talvez a mais poderosa ferramenta de persuasão. Pena que ela usada como nossos candidatos ofusca o que realmente deveria contar: as propostas e soluções para um Brasil que ainda tem muito conserto a realizar.
07/10/2014 11:39 -03
Luiz Suárez, Malévola e outros pitacos de marketing sobre a

Luiz Suárez, Malévola e outros pitacos de marketing sobre a Copa

Como espectador e profissional de marketing e comunicação, já deu para ver algumas coisas interessante e que gostaria de compartilhar com vocês. Não somente das marcas envolvidas com o grande negócio Copa do Mundo FIFA mas do esporte como um todo - nesta hora todos somos técnicos, não?
30/06/2014 11:52 -03