André Pascowitch

Jornalista e cronista apaixonado por esportes

Jornalista e relações públicas, André Pascowitch é apaixonado por esportes desde moleque. Trabalhou como repórter e editor assistente nos jornais O Dia (RJ), Brasil Econômico e MARCA Brasil (diário esportivo licenciado pelo espanhol MARCA) nos últimos anos e nas principais agências de comunicação no Brasil e exterior. É membro da ACEESP - Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo.
Vai

Vai encarar?

A modelo brasileira estrela campanha da marca que agora tenta fincar raízes no país
04/09/2014 17:11 -03
Para o jogo contra a Alemanha, o melhor ataque é a nossa

Para o jogo contra a Alemanha, o melhor ataque é a nossa defesa

O engraçado, agora, é que o emocional dos jogadores, tão questionado contra o Chile, seja a saída para a vitória diante da Alemanha, na semifinal de amanhã. A falta de Neymar, e a suspensão do capitão Thiago Silva, reverteram a pressão em força.
07/07/2014 13:16 -03
Neymar ou Messi: só um deles será deus nesta

Neymar ou Messi: só um deles será deus nesta Copa!

Passadas três rodadas do início da Copa, já é possível arriscar quem será a grande estrela deste Mundial. A bipolaridade na disputa é justa pelo que ambos fizeram por suas seleções até o momento.
25/06/2014 17:56 -03

"A culpa não é de Diego Costa"

Na época, foi uma decisão que chocou o técnico Luiz Felipe Scolari e a imprensa esportiva verde-amarela: como um jogador renega a Seleção e decide jogar a Copa, no Brasil, por outro país?
11/06/2014 10:41 -03
Chegou a Copa! E os turistas nada têm a ver com os nossos

Chegou a Copa! E os turistas nada têm a ver com os nossos erros

Cada indivíduo tem o livre arbítrio de optar por qual caminho seguir. Há pessoas que não gostam de futebol, de Copa. Respeito. Porém, o futebol é uma ferramenta propagadora da paz e não de trincheiras. E o Brasil sempre foi um agente dela no planeta.
26/05/2014 15:05 -03
Morte de Senna inspirou a Seleção de

Morte de Senna inspirou a Seleção de 94?

Para mim, a imagem que tenho hoje do aperto de mão entre o capitão da Seleção no amistoso Raí e o tricampeão Senna era de passagem do bastão. Um dos dois seria tetracampeão. Quis o destino que a alegria fosse pelo futebol.
03/05/2014 13:37 -03