OPINIÃO
23/04/2015 16:56 -03 | Atualizado 23/02/2017 19:04 -03

A capital brasileira dos videoclipes

2015-04-23-1429751787-6144247-IMG_1604.JPG

São Paulo é uma das cidades onde mais videoclipes de rock foram feitos no Brasil neste século. E, nesta semana, estreamos o primeiro de nossos clipes feitos na capital paulista (assista a ele abaixo).

Por isso, achamos legal dividir um roteiro com as locações mais gravadas em São Paulo, pra você fazer um tour no próximo final de semana.

2015-04-23-1429750878-4391287-BecoBatman.jpg

1. O bairro de Pinheiros, em especial a Vila Madalena, é o berço de muitas bandas de rock da cidade. Com muitos estúdios e bares, a região tem a fórmula perfeita para esses encontros musicais. Já vi muitos clipes e filmes publicitários gravados na Praça do Pôr-do-Sol, nas vilas bucólicas do bairro e, principalmente, no Beco do Batman. Assim é chamada a galeria a céu aberto de graffiti mais famosa da cidade, na rua Gonçalo Afonso. O lugar parece uma cidade cenográfica e não é à toa que virou cenário de muitos vídeos.

2015-04-23-1429750953-3331720-Mooca.jpg

2. A Mooca é um dos bairros mais antigos de São Paulo e ainda guarda construções centenárias do parque industrial da região. São galpões e casas grandiosas, que misturam arquiteturas italiana e inglesa. Entre a estação de trem Brás e a rua do Bucolismo, esse visual fica evidente. No decorrer da avenida Presidente Wilson e em algumas travessas da avenida do Estado também. Às vezes até parece ruas industriais do subúrbio de alguma cidade inglesa. Talvez a ferrovia traga essa sensação. Depois de você pisar ali, vai passar a identificar o local em muitas publicidades e clipes.

2015-04-23-1429751585-5675297-CentroSP.jpg

3. E o TOP 3 desta semana se encerra com o Centro de São Paulo, principalmente na região que vai do Baixo Augusta até o edifício Copan. O caos visual que acontece ali torna esse pedaço da cidade um lugar impossível de ser reproduzido em outros lugares. São anos e mais anos de coisas atuais se juntando com as coisas antigas e dá no que dá. E tudo continua em mutação!

Assista ao clipe dessa semana, rodado em São Paulo: "Noite Alta", da banda Nevilton:

E nos acompanhe também pelo Instagram e pelo Facebook também.

E até semana que vem!

VEJA TAMBÉM:

  • Björk - "It's Oh So Quiet"
    Dirigido por Spike Jonze, o icônico vídeo tem inspiração em musicais da Broadway e no musical francês Os Guarda-Chuvas do Amor (1964), de Jacques Demy
  • Michael Jackson & Janet Jackson - "Scream"
    A resposta dos irmãos Jackson aos abusos da mídia rendeu o videoclipe mais caro da história. Seu orçamento de US$ 7 milhões não foi superado até hoje. O diretor é Mark Romanek
  • Blur - "The Universal"
    Este aclamado vídeo da banda inglesa foi dirigido por Jonathan Glazer e tem inspiração em Laranja Mecânica (1971), de Stanley Kubrick
  • Madonna - "Bedtime Story"
    É o quarto mais caro da história – teve orçamento de US$ 5 milhões. Repleto de imagens surreais, o vídeo é, com certeza, um dos momentos mais esquisitos e brilhantes da carreira de Madonna. Dirigido por Mark Romanek
  • Elastica - "Car Song"
    Também dirigido por Spike Jonze, o clipe faz referências ao clássico cult da ficção científica Blade Runner (1982) e filmes de monstro feitos no Japão
  • Radiohead - "Fake Plastic Trees"
    Um dos maiores sucessos do Radiohead teve seu clipe dirigido por Jake Scott. Thom Yorke, vocalista da banda, curte uma deprê em um supermercado. Scott tem um comentário curioso sobre o vídeo: "Na verdade, ele é uma alegoria sobre morte e reencarnação, mas se você perceber isso, deve ser tão esquisito quanto as pessoas que fizeram o clipe"
  • Garbage - "Only Happy When It Rains"
    A música é um dos singles mais apreciados da banda escocesa. O clipe foi dirigido pelo artista visual Samuel Bayer, o mesmo de Smells Like Teen Spirit, do Nirvana
  • Weezer - "Say It Ain't So"
    Sophie Muller dirigiu videoclipes para Annie Lennox, Sade e Björk, antes de dirigir este do Weezer. O vídeo é simples, conciso e super nerd. A música fez grande sucesso
  • PJ Harvey - "Down by the Water"
    No vídeo de Maria Mochnacz, a cantora inglesa interpreta uma mãe canastrona que perdeu sua filha num rio. A música é um dos maiores sucessos de PJ Harvey e, o clipe, emblemático
  • Pulp - "Disco 2000"
    Este divertido vídeo que Pedro Romhanyi dirigiu para o icônico single do Pulp retrata pessoas comuns fazendo coisas banais, mas seus anseios são registrados em legendas, um dos fatores que tornam clipe e história singulares
  • Suede - "New Generation"
    Uma das bandas-chave para desvendar o britpop, o Suede lançou este clipe monocromático e esquisitinho, dirigido por Richard Heslop
  • Supergrass - "Alright"
    Nic Goffey e Dominic Hawley comandaram o vídeo feito para um dos hinos pop dos anos 1990. O sucesso foi tão grande que Steven Spielberg entrou em contato com a banda para trabalhar com ela em uma série de TV. O Supergrass não aceitou – preferiu trabalhar num novo disco
  • Hole - "Violet"
    Tom sépia, dançarinas burlescas e objetificação sexual da mulher em um filme da década de 1920. A sinistra música do Hole ganhou um clipe idem, dirigido por Mark Seliger e Fred Woodward
  • The Smashing Pumpkins - "Bullet with Butterfly Wings"
    O diretor Samuel Bayer e a banda se inspiraram na obra do fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado em que ele retrata mineradores na Serra Pelada para fazer este vídeo. Um dos maiores sucessos dos Smashing Pumpkins
  • Massive Attack - "Protection"
    Michel Gondry adora cenários parecidos com maquetes coloridas e ricas em detalhes. Não fez diferente neste vídeo do Massive Attack. Repare que vários personagens estão deitados nas paredes, embora pareçam estar de pé
  • TLC - "Waterfalls"
    F. Gary Gray dirigiu o vídeo das meninas do TLC, que mostra duas grandes questões daquela década: aids e tráfico de drogas. Ganhador de 4 prêmios no MTV Video Music Awards de 1995, incluindo a categoria de melhor vídeo
  • Tricky - "Black Steel"
    O músico inglês Tricky é figura essencial da onda trip hop e eletrônica dos anos 1990 com as músicas misteriosas de seu álbum Maxinquaye (1995). Black Steel foi dirigido por Mike Lipscombe
  • R.E.M. - "Tongue"
    Dirigido pela dupla Jonathan Dayton e Valerie Faris, de Pequena Miss Sunshine (2006). Michael Stipe, vocalista da banda, diz que a música é sobre cunnilingus – sexo oral em vaginas –, mas o vídeo mostra adolescentes vendo TV na década de 1970
  • The Cranberries - "I Can't Be with You"
    Dirigido por Samuel Bayer, o vídeo mostra a vocalista da banda, Dolores O'Riordan, dando banho numa criança fofinha. A música é daquelas de (bom) refrão grudento
  • Green Day - "When I Come Around"
    Colorido e dinâmico, o vídeo deste clássico do Green Day foi dirigido por Mark Kohr