OPINIÃO
06/01/2015 14:51 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

Detox digital para começar o ano

Atsushi Yamada via Getty Images

Se você está lendo este post, então talvez seja como eu: adora tecnologia, costuma usar um ou vários dispositivos quase ao mesmo tempo ou em sequência e não resiste em abrir o computador e ficar fuçando suas coisas e seus sites favoritos na web. Mas, tudo tem um limite e se alguma vez você, também como eu, já se pegou pensando algo como "por que eu estou diante desse computador?" ou "o dia está lindo, mas só preciso dar mais uma olhadinha no laptop/smartphone/tablet", então é mais do que necessário fazer o que fiz estou fazendo neste início de ano: uma espécie de "desintoxicação" digital, ou simplesmente um detox digital - para começar novos hábitos, mais saudáveis, já que é hora de renovar as promessas.

Isso nada mais é que deixar de lado os eletrônicos de uso diário (laptops, celulares, tablets, outros dispositivos quaisquer) e passar algum tempo curtindo o dia, a vida e os momentos sem se preocupar com o que postaram no Facebook, com o que escreveram no Twitter ou com a foto maravilhosa (ou nem tanto) que enviaram para o Instagram. Sem falar nas demais redes sociais.

No meu caso, pra dizer a verdade, nem comecei agora, porque tenho certeza que não conseguiria largar tudo assim, de uma só vez. Venho fazendo esse tipo de coisa há alguns meses, seja entrando menos no Facebook, praticamente não usando o Twitter e deixando de lado a conta do Instagram. Claro, isso não se aplica às redes aqui do OK People, felizmente (ou não?).

Assim, já que falar de disciplina é algo bastante pessoal, nem vale a pena eu tentar explicar nessas linhas o meu método de "largar" o celular, ou tablet, ou o que mais que tenha uma tela de LED/LCD e acesse a internet. O que não quer dizer que não uso todos os dias, pelo contrário - apenas estou me adaptando a novas formas de me relacionar com meus brinquedinhos.

O que posso fazer para te ajudar, já que você continua lendo este post e realmente não sei se existe por aqui algo deste tipo, é dar umas pequenas dicas para começar. Quem sabe te sirvam...

Persistência

Deixe seus eletrônicos de lado, um por um, depois de ler as notícias pela manhã e fazer tudo o que você estiver a fim neles. Viu tudo? Checou tudo? Então largue-os, pelo menbos, até o fim do dia. É difícil, mas se persistir você consegue.

Motivação

Pensou em entrar no Facebook para ver bobagem e olhou lá fora aquele céu azul lindo? Nem pense duas vezes: vá respirar ar puro, pegar uma cor e ainda fazer algo por sua sáude -- uma caminhada ou uma corrida. Aqui tudo bem, fotos são permitidas neste caso, mesmo com o celular. Mas só fotos, hein!

Um pouco de cultura

Dê uma olhada no jornal e veja se não tem filme no cinema que te interesse. Ou mesmo no Netflix tá valendo, desde que faça apenas isso se for usar um eletrônico. Ouvir música e se atualizar nas novidades também é uma boa: serviços como o Google Play Música, Rdio e Spotify sempre têm alguma coisa nova bacana. Vá descobrir! Se prefere ler, dê um pulo na livraria que quiser e pegue um livro novo. Sempre tem algo legal pra folhear!

Enfim, é isso. Detox digital sem ser totalmente analógico, em doses homeopáticas e com um pouco de boa vontade e paciência. Se ainda não der certo, existem duas cartas na manga: BreakFree Cell Phone Addict, para Android: um app que mostra o quão viciado ou viciada em celular você é. Monitora seus hábitos de uso do smartphone e até ajuda a desconectar um pouco. Vale experimentar.

Se usa um iPhone, tente o Moment, que faz o mesmo por voc6e e sua família.

Agora, se nada disso valeu a pena, vai lá, segue no vício, nas redes sociais, fuçando a web, mas lembre-se que não existe nada mais chato nesses locais que gente que:

  • Posta tudo o que faz durante o dia
  • Curte tudo o que escrevem no Facebook
  • Reclama sempre da vida (ou dos hábitos dos outros na própria rede)
  • Comenta qualquer bobagem, em tudo
  • e, por fim, mas não menos pior,

  • Fica com o Gmail aberto só pra ver se tem mensagem nova.

E bom ano para você! ;-)

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.


Para saber mais rápido ainda, clique aqui.