Opinião

Você não precisa ter um negócio para ser empreendedor, mas saiba viver como um

Mesmo que você não tenha nem queira ter um negócio, pode usar as características e os comportamentos de um empreendedor que foi longe para melhorar seu trabalho e sua vida pessoal.

Durante muitos anos tudo o que eu pensava sobre empreendedorismo era que se tratava de uma palavra grande e difícil de falar sem enrolar a língua. Apesar de ser filha de um economista que largou o serviço público para abrir o próprio negócio, esse assunto não me chamava a menor atenção até pouco tempo. E também não achava que pudesse ter a ver comigo, já que eu não tinha planos de ser empresária na época.

Mas mudei minha visão quando me tornei coach e aprendi a importância de sermos donos do nosso destino e de buscarmos nossa felicidade no lugar de esperar a vida "ir nos levando" a qualquer lugar. Percebi o poder que aquela palavrinha complicada tinha para a transformação do mundo. Descobri também que é possível - e extremamente necessário - empreender a própria vida. E isso vai muito além do mundo dos negócios.

Passei a pesquisar sobre o tema incansavelmente. Ao ouvir histórias de gente que chegou aonde queria deixando um rastro de bons exemplos, notei que o empreendedorismo é um estilo de vida. Aprendi que faz parte do verdadeiro pensamento empreendedor inovar, criar, buscar novas soluções, ousar, sonhar, ver além das aparências, pensar fora da caixa, não fazer algo só porque os outros fazem e, principalmente, não ter medo de errar ou de ser chamado de louco (a maioria dos grandes ícones da humanidade ouviu isso mais de uma vez no caminho).

Isso vale para quem quer ser um empresário de sucesso, claro. Mas vale também para o estudante, o faxineiro, a secretária, o ativista, o executivo, o professor ou o funcionário público. Vale para qualquer pessoa que queira fazer a diferença por onde passa, que queira fazer acontecer, mudar uma realidade, transformar o mundo num lugar melhor para todos viverem. Isso é empreender.

Então, mesmo que você não tenha nem queira ter um negócio, pode usar as características e os comportamentos de um empreendedor que foi longe para melhorar seu trabalho e sua vida pessoal. É o que sugere a Usana Health Sciences, empresa americana de suplemento nutricional de cujo site eu tirei - e adaptei, acrescentando comentários - a lista a seguir:

6 maneiras de viver como um empreendedor

1 - Não faça isso (apenas) por dinheiro:

Ainda há muita gente que vê o trabalho só como uma fonte de renda. Observe essas pessoas mais de perto e vai ver que elas estão ou vão ficar deprimidas, desestimuladas ou até muito doentes. As pessoas de sucesso (ainda que ele seja relativo) amam o que fazem.

E, independentemente de qual seja sua ocupação, você nunca vai realmente amar fazê-la se estiver nisso só pelo retorno financeiro. Encontre um motivo para se apaixonar pelo que faz. Se você não consegue encontrar paixão no seu trabalho, pode ser a hora de começar a procurar por uma nova carreira.

2 - Seja automotivado:

Você até pode assistir a palestras motivacionais, ler uma pilha de livros, fazer cursos e ser estimulado por seu chefe. Mas a motivação externa só vai te levar longe se você encontrar razões profundas para perseguir seus sonhos e suas metas.

Cultive uma paixão pela sua carreira e por seus objetivos, então cuide de completar tarefas que te levem na direção certa. E aprenda a celebrar mesmo as pequenas conquistas. Você vai ver que o resultado final vai valer a pena.

3 - Torne-se um líder consistente:

Antes de pular este item porque não é chefe, busque na memória algum momento em que precisou agir como um, ainda que em um trabalho em grupo na faculdade. Observe também se há alguém no mundo que te veja como um exemplo, como seu irmão mais novo.

Bons líderes fazem muito mais que apenas dar ordens e delegar funções - eles são justos, bons comunicadores e motivadores e conquistam o respeito das pessoas com quem trabalham. Eles também sabem quando devem resolver uma situação sozinhos e quando precisam pedir ajuda. E não têm medo de parecerem mais fracos por isso.

4 - Tome uma atitude, dê o primeiro passo:

Empresários - e pessoas - de sucesso não se sentam na própria mão. Mesmo que você sinta que não tem tudo de que precisa para começar um novo empreendimento ou um novo desafio, você deve trabalhar com o que tem.

Provavelmente você já traz aí dentro todos os recursos necessários para alcançar seus objetivos, basta acreditar. E nunca deixe o medo do fracasso te afastar das suas melhores realizações.

5 - Monte um forte time:

Tanto nos negócios como na vida, ninguém pode fazer tudo sozinho. Mesmo que não seja chefe, você precisa contar com uma rede de colaboradores e parceiros. Certifique-se de ajudá-los a desenvolver suas potencialidades e colabore para produzir o melhor resultado possível.

E lembre-se: a pessoa que parece insignificante hoje pode se tornar uma importante - e necessária - aliada lá na frente. Não menospreze quem está a sua volta. E também não faça isso só pensando em ter retorno futuro. Isso é uma questão de educação e respeito ao próximo.

6 - Use suas habilidades a seu favor:

Ninguém é perfeito em tudo. Descubra quais são seus pontos fortes e verifique se seus objetivos estão alinhados com suas competências. Elas existem e certamente são muitas. Não as minimize ou ignore. Aproveite-as em seu benefício.

E, se ainda estiver insatisfeito com suas fraquezas, pare de mimimi ou de se fazer de vítima. Torne seu desenvolvimento pessoal e sua capacitação uma prioridade daqui para a frente.