POLÍTICA
01/01/2019 15:42 -02 | Atualizado 01/01/2019 15:43 -02

FHC e Dilma não vão à posse de Bolsonaro. Collor foi o primeiro a chegar

Dos ex-presidentes, apenas Fernando Collor e José Sarney compareceram. Lula não foi convidado.

ASSOCIATED PRESS
Ex-presidente Fernando Henrique Cardoso chegou a trocar farpas com Bolsonaro no Twitter.

Os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e Dilma Rousseff (PT) não foram à posse de Jair Bolsonaro nesta terça (1º).

De acordo com o jornal O Globo, além deles, apenas dois ex-presidentes vivos foram convidados: Fernando Collor (PTC-AL) e José Sarney (MDB).

Segundo o cerimonial do Ministério das Relações Exteriores, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não entrou na lista por estar preso.

A ausência de Dilma Rousseff era esperada. O novo presidente é um crítico ferrenho ao PT e votou a favor do impeachment da petista. Nenhum integrante do PT compareceu à cerimônia.

No caso de Fernando Henrique Cardoso, a questão, entretanto, é individual. Alguns integrantes do PSDB, como o novo governador de São Paulo, João Doria, declaram apoio ao novo presidente. Fernando Henrique, porém, já chegou a trocar farpas com Bolsonaro no Twitter.

Segundo a revista Exame, FHC disse, em uma entrevista a uma TV portuguesa, que o novo governo terá um impacto negativo em outros países.

ASSOCIATED PRESS
Collor entrou na sala do Congresso às 13h sem falar com a imprensa.

Fernando Collorfoi o primeiro político a chegar à posse de Jair Bolsonaro, nesta terça (1º). Collor entrou na sala do Congresso às 13h sem falar com a imprensa. Pouco depois foi a vez de Sarney, que também evitou contato com os jornalistas que participam da cobertura o evento.