ENTRETENIMENTO
16/12/2018 00:00 -02

Filmes estrelados por mulheres dão mais bilheteria, diz estudo

Filmes com atrizes nos papéis principais, como 'Mulher Maravilha' e 'Moana', tiveram desempenho melhor que outros estrelados por homens.

Um novo estudo de uma das principais agências de talentos dos Estados Unidos indica que filmes com mulheres nos papeis principais têm desempenho melhor na bilheteria em comparação com os estrelados por homens, derrubando o mito de que filmes focados em mulheres não são bom negócio.

A Creative Arts Industry, em parceria com a empresa de tecnologia shift7 e a organização antidiscriminação Time's Up, apresentou o estudo na última terça-feira (11) Foram examinados os 350 filmes de maior bilheteria entre 2014 e 2017.

Embora as produções estreladas por homens fossem maioria (245 contra 105), os das mulheres geraram mais receitas na média, a despeito do orçamento da produção.

Filmes como Moana, Trolls, A Bela e a Fera, Tartarugas Ninja e Mulher Maravilha, maior sucesso de bilheteria em se tratando de filmes de origem de super-heróis, foram grandes sucessos no período.

"As mulheres representam metade da bilheteria, mas a ideia reinante é que filmes estrelados por elas em geral têm menos sucesso", diz a pesquisadora da CAA Christy Haubegger em comunicado. "Nossos dados não sustentam essa crença."

A pesquisa também submeteu os filmes ao teste de Bechdel, usado para determinar se duas personagens mulheres falam de algum outro assunto que não sejam homens. Filmes que passaram no teste geraram mais receitas que os 40% reprovados. Todos os filmes que geraram mais de 1 bilhão de dólares de bilheteria passaram no teste de Bechdel.

A diversidade "tem efeito positivo no resultado da empresa", diz a presidente da Time's Up, Lisa Borders. Ela incentiva os estúdios a levar em conta o levantamento na hora de considerar as implicações financeiras de produzir filmes com e para homens.

"É uma prova poderosa de que o público quer ver todo mundo representado na tela", diz a ex-presidente da Sony Pictures Amy Pascal. "Os responsáveis pelas decisões em Hollywood precisam prestar atenção nisso."

Em 2017, a mesma organização apontou que filmes com diversidade racial e étnica tiveram ótimo desempenho comercial nos finais de semana de estreia.

Este texto foi publicado originalmente no HuffPost US e traduzido do inglês.