08/12/2018 00:00 -02 | Atualizado 08/12/2018 00:00 -02

O amor pelos animais e a garantia de direitos a eles: A luta de Joana Darc

Ela fundou uma ONG para resgatar animais de rua e entrou para a vida pública para lutar por direitos. "Tive que fazer algo e cansei de esperar por apoio", conta ao HuffPost Brasil.

Joana Darc é a 276ª entrevistada do "Todo Dia Delas", um projeto editorial do HuffPost Brasil.
Iana Porto/Especial para o HuffPost Brasil
Joana Darc é a 276ª entrevistada do "Todo Dia Delas", um projeto editorial do HuffPost Brasil.

Ela tem 29 anos e será uma das parlamentares mulheres mais jovens em 2019 no Amazonas quando assumir o cargo de deputada estadual. Eleita com mais de 26 mil votos, a advogada e defensora dos animais, Joana Darc, há 10 anos nem imaginava que um dia entraria para a vida pública para defendê-los. "Fui movida pela falta de políticas públicas voltadas para causa animal. Tive que fazer algo e cansei de esperar por apoio", diz em entrevista ao HuffPost Brasil.

A carreira política de Joana começou em 2014 como vereadora. Ganhou na estreia da disputa eleitoral e chegou "causando" na Câmara Municipal de Manaus. "Até então era a única parlamentar em prol da causa animal. Que levantava para falar sobre o assunto na tribuna, pedindo apoio. Me fiz ouvir", conta. Entre projetos de lei e indicações ao Prefeito de Manaus, a manauara não ficou só na discussão na CMM e fez algo incomodava muitos, mas se mexia para agir até então. Amparou cães e gatos que sempre se abrigam aos arredores da casa executiva.

Cansei de sugerir ideias para os políticos e resolvi agir.

Iana Porto/Especial para o HuffPost Brasil
Há 10 anos, Joana não imaginava que entraria para a vida pública para defender os animais.

"Assim que começou meu mandato, providenciei vacinas e castração para as fêmeas. Também colocamos coleiras em todos para identificação. Os guardas municipais e o pessoal da segurança, da limpeza, agora os alimentam", comemora a mudança que acabou virando projeto de Lei, aprovado este ano, que determina que todo o animal comunitário deve portar coleira com identificação, nome do tutor voluntário, contato, ser devidamente cadastrado no Centro de Zoonoses e possuir carteira de vacinação atualizada. O animal comunitário não pode ser capturado como animal errante, exceto, no caso em que esteja acometido por zoonose grave ou sem tratamento disponível, e que possa colocar em risco a saúde dos demais animais comunitários. "Um avanço grande em prol da causa", diz.

A sementinha da proteção animal foi plantado e agora só cresce.

Iana Porto/Especial para o HuffPost Brasil

Mas antes de ser essa voz atuante, Joana Darc, lutou muito para conseguir apoio do poder público para animais de rua, já que não existe um censo preciso. Apenas uma estimativa de 20 mil animais sem dono nas ruas em Manaus, segundo o último IBGE. "Férias é o pior período. É quando a gente tem mais registro de abandono. Os donos deixam os animais em feiras, supermercados. É triste, muito triste."

A manauara sempre nutriu amor pelos bichos. Mas só começou a se envolver mesmo com a causa aos 19 anos quando presenciou um atropelamento envolvendo uma cadela com o filhote. A cena a comoveu. "O motorista não prestou socorro. Eu saí do carro, resgatei e cuidei. Daí, comecei a mover amigos que me apoiaram e a gente se transformou em um grupo de protetores", recorda.

Não demorou muito para Joana e esses amigos fundarem juntos à ONG PATA em 2010 que já ajudou a resgatar mais de 30 mil animais, entre cães, gatos, preguiça, bode e até cavalo. "Comecei a estudar mais sobre direitos dos animais, participar de congressos e movimentos sociais para saber exigir suporte do poder público", recorda.

O amor transforma uma vida.

Iana Porto/Especial para o HuffPost Brasil
Joana tem o amor pelos animais tatuado na pele.

Joana sente que ainda falta muito a avançar, principalmente com relação à fiscalizações. "As leis que existem de proteção são voltadas para a saúde pública e não para o bem estar. Precisamos entender que eles [animais] fazem parte da nossa rotina e necessitam de qualidade para viver", crê.

Por isso, Joana pretende arregaçar as mangas na Assembleia Legislativa do Estado para fazer mais por quem não pode se defender. "O abandono e maus tratos só vão acabar com políticas públicas eficazes e sensibilização. Não posso parar! Meu desafio será ainda maior. Quero levar essa conscientização para todo o Amazonas e acabar com a impunidade!", diz confiante.

Ficha Técnica #TodoDiaDelas

Texto: Samira Benoliel

Imagem: Iana Porto

Edição: Andréa Martinelli

Figurino: C&A

Realização: RYOT Studio Brasil e CUBOCC

O HuffPost Brasil lançou o projeto Todo Dia Delas para celebrar 365 mulheres durante o ano todo. Se você quiser compartilhar sua história com a gente, envie um e-mail para editor@huffpostbrasil.com com assunto "Todo Dia Delas" ou fale por inbox na nossa página no Facebook.

Todo Dia Delas: Uma parceria C&A, Oath Brasil, HuffPost Brasil, Elemidia e CUBOCC.