POLÍTICA
07/12/2018 21:26 -02 | Atualizado 07/12/2018 21:39 -02

Michel Temer anuncia intervenção federal em Roraima

Paralisação de agentes agravou situação da segurança no estado, em crise por conta da migração de venezuelanos.

EVARISTO SA/AFP/Getty Images
Michel Temer anuncia intervenção federal integral em Roraima até 31 de dezembro.

O presidente Michel Temer anunciou nesta sexta-feira (7) intervenção federal em Roraima até o dia 31 de dezembro, por conta da crise migratória com a entrada de cidadãos venezuelanos, agravada com a paralisação de agentes de segurança.

Após meses de salários atrasados, agentes penitenciários deixaram de trabalhar e policiais civis deflagraram uma paralisação. Proibidos de fazer greve, policiais militares receberam o apoio de suas mulheres, que bloquearam as entradas e saídas de batalhões como protesto.

Diante do agravamento da crise, a intervenção foi negociada por Temer com a governadora de Roraima, Suely Campos (PP).

"Falei com a senhora governadora e disse que a única hipótese para solucionar esta questão, especialmente aquela de natureza salarial, seria decretar a intervenção até a posse, naturalmente, do novo governador, ou seja, até 31 de dezembro", disse Temer.

Temer afirmou que, na conversa, a governadora disse que a situação "está se complicando".

"Ela acha que de fato a situação está se complicando e que a melhor solução seria essa", disse o presidente.

O Conselho da Defesa Nacional e o Conselho da República, que precisam aprovar a intervenção, serão convocados neste sábado (8). O decreto de intervenção, diz Temer, será publicado em seguida.

*Com informações da Agência Brasil