COMIDA
29/11/2018 12:00 -02

Por que não estou perdendo peso? Especialistas explicam

Médicos revelam as razões mais comuns por que você chegou a um platô e o que fazer.

Supreeya Chantalao / EyeEm via Getty Images

Você tem ido à academia regularmente e anda se esforçando ao máximo para trocar cheesebúrgueres por saladas verdes, mas o tamanho de suas calças continua mais ou menos igual. O que está acontecendo?

Se você anda tendo dificuldade em perder peso, é provável que haja uma explicação – e, mais importante ainda, uma solução. Existem alguns passos fundamentais que podem colocá-lo no caminho certo para alcançar suas metas de saúde.

A seguir, decompusemos as razões por que você pode ter chegado a um platô, além de conselhos de especialistas sobre como resolver quaisquer problemas.

1. Você está perdendo peso, sim – mas a perda é lenta.

Segundo Lisa D. Ellis, terapeuta nutricionista de White Plains, Nova York, existe uma ideia falsa de que uma dieta bem-sucedida levará as pessoas a perder algo como cinco quilos por mês. Essa expectativa não é realista para a maioria das pessoas.

"Costumo explicar aos meus clientes que, se perderem apenas algo como 250 gramas por semana, vão se livrar de 13 quilos por ano", ela disse.

Ellis acrescentou que perder peso mais lentamente é uma maneira segura de garantir a manutenção do peso mais baixo. "Um quarto de quilo por semana é uma perda que não fará o corpo da pessoa sentir o peso perdido como escassez de alimento", ela disse, explicando que, quando o corpo sente que falta alimento, ele procura voltar ao peso anterior assim que a escassez de alimento acaba. Essa é uma razão por que as pessoas recuperam o peso ao término de regimes radicais.

2. Você não anda tomando água suficiente.

Eugenio Marongiu via Getty Images

Michael Jay Nusbaum, diretor cirúrgico do centro de medicina metabólica e controle de peso da Atlantic Health e chefe de cirurgia bariátrica do Morristown Medical Center, disse que não é possível queimar gordura quando o corpo está desidratado.

"O processo de queima de gordura consome muita água. É preciso estar consumindo mais de 1,5 litro de líquido por dia", ele disse, acrescentando que, se você notar que suas fezes estão duras ou que você tem prisão de ventre, "seu corpo está lhe avisando inequivocamente que você está desidratado".

3. Você não anda dormindo o suficiente.

Durma mais. Seu cérebro e seu corpo também lhe agradecerão.

"Sempre que dormimos menos que sete horas por dia, nossa metabolismo desacelera", disse Craig Primack, médico especializado em obesidade, de Scottsdale, Arizona. "Um estudo mostrou que a mesma pessoa queimava 400 calorias menos por dia quando dormia cinco horas e meia do que quando dormia oito horas e meia."

4. A culpa talvez seja dos remédios que você toma.

Towfiqu Photography via Getty Images

Primack explicou que determinados medicamentos – como os que são usados para pressão alta, diabetes e depressão – podem não apenas desacelerar a perda de peso, mas até promover o ganho de peso. Mas isso não quer dizer que você deva deixar de tomá-los. Consulte seu médico antes de fazer qualquer coisa.

"No caso de nossos pacientes que querem perder peso, procuramos consultar seu clínico geral primeiro para ver se existe uma boa alternativa a esses medicamentos. Quando não existe, adotamos dietas de baixo carboidrato e baixas calorias para passar ao largo dos efeitos que esses medicamentos exercem sobre o peso", ele disse.

5. Você se alimenta saudavelmente — às vezes.

"Uma grande razão por que as pessoas têm dificuldade em perder peso inicialmente é que não está engajadas a fundo com o processo. Elas vivem 'quase de regime'", disse Erin Wathen, coach de vida e perda de peso e autora do livro ainda inédito Why Can't I Stick to My Diet? "Nos dias úteis, por exemplo, elas seguem a dieta corretamente. Nos finais de semana, nem tanto."

Para que seu plano de perda de peso tenha um impacto sério, Wathen recomendou que você troque o conceito de um regime de curta duração pela ideia de uma transformação para um estilo de vida saudável.

"Comprometa-se plenamente com transformações duradouras – não apenas até aquele reencontro com antigos colegas de escola, não apenas até aquele casamento ou até você atingir o número mágico, e depois você poderá voltar a comer como sempre quis", ela recomendou.

6. Talvez seu regime de exercícios físicos tenha deixado de ser um desafio para seu corpo.

Westend61 via Getty Images

"Os platôs no processo de perda de peso são muito comuns. Ocorrem quando a pessoa já perdeu algum peso, mas o corpo estaciona no peso novo e não perde mais", disse Justin Blum, CEO e proprietário da Raw Fitness Franchise. "Se isso acontecer, mude seu plano de exercício físico para incorporar outros tipos de atividades que você não anda fazendo."

Se você apenas anda usando o aparelho elíptico, por exemplo, experimente acrescentar treinamento de força, treinamento de intervalos de alta intensidade ou novas aulas de fitness ao longo da semana, "para seu corpo arrancar outra vez", aconselhou Blum.

7. Você anda estressado.

Blum disse que o estresse pode exercer um papel grande na perda de peso, especialmente porque o estresse crônico "faz o corpo acreditar que está usando calorias para lidar com o estresse e faz você sentir uma fome falsa – seu corpo pensa que você precisa se reabastecer de calorias, mas você não precisa disso".

Ele explicou que o cortisol e o comfort food podem ser os maiores culpados pelo ganho de pesso associado ao estresse.

"Administrar o estresse é tão importante quanto seguir uma dieta, mas a boa notícia é que o exercício físico é uma das melhores maneiras de combater o estresse crônico", ele disse.

8. Você anda priorizando o exercício físico, e não a alimentação.

d3sign via Getty Images

Você pode estar passando horas na academia, mas, se não estiver comendo bem, talvez não venha tendo a perda de peso que deseja.

"Muitas pessoas acham que basta se exercitarem mais para perderem peso. Mas 75 a 80% da perda de peso e boa administração do peso são decorrentes da alimentação e apenas 20 a 25% da atividade física e exercício", disse Molly Devine, nutricionista e fundadora da Eat Your Keto. "Portanto, se sua alimentação não for correta, não importa quanto você malhe ou com que frequência, é possível que a perda de peso não aconteça."

9. Você não vem tomando nota de quanto come.

Algumas batatas chips, um punhado de nozes e alguns cream crackers podem fazer uma grande diferença se você os consome diariamente.

"Muitas vezes as pessoas subestimam tremendamente o que elas realmente consomem a cada dia. Elas talvez não contabilizem as calorias líquidas, o lanche da tarde ou as bocadas consumidas para degustar um prato, por exemplo. São coisas pequenas que, somadas, realmente fazem uma diferença", comentou Pam Sherman, personal trainer e fundadora da The Perfect Balance. Ela sugeriu que as pessoas registrem o que consomem, usando ferramentas como MyFitnessPal ou Lose it!.

10. Você não está levando as bebidas alcoólicas em conta.

Thomas Barwick via Getty Images

"Não é preciso ser alcoólatra para o consumo de álcool atrapalhar suas metas de perda de peso. O álcool afeta nosso metabolismo de maneiras que não são muito visíveis, e os regimes alimentares geralmente não incluem a observação de que devemos eliminar o álcool", disse Karolina Rzadkowolska, fundadora da Euphoric Alcohol-Free, um espaço que empodera as pessoas a se libertarem do álcool para viverem mais felizes e saudáveis.

Segundo ela, as bebidas alcoólicas somam calorias vazias. "Um copo de vinho tem entre 150 e 200 calorias. Uma cerveja, entre cem e 100. E algumas cervejas do tipo IPA (India pale ale) chegam a ter 300 calorias."

Rzadkowolska acrescentou ainda que o álcool pode aumentar o apetite e levar as pessoas a comer quitutes que fogem de seu plano alimentar.

11. Pode ser um problema médico não evidente.

Se você vem fazendo todas as escolhas de saúde corretas e ainda assim vem tendo dificuldade em emagrecer, é possível que tenha um problema subjacente, aventou Jill Brown, coach de saúde e nutrição e treinadora de fitness em Los Angeles. Para ela, o problema pode ser alguma coisa que esteja deixando seu metabolismo mais lento, ou você pode estar passando por um desequilíbrio hormonal.

"Uma tireoide hipoativa ou baixos níveis de estrogênio podem causar esse efeito, por exemplo. É simples: você precisa queimar mais calorias do que consome. Se seu metabolismo estiver desacelerado, seria aconselhável procurar descobrir a razão", ela recomendou.

12. Você pode ter uma deficiência nutricional.

Jaromir Chalabala / EyeEm via Getty Images

"Eu diria que uma causa da dificuldade em perder peso que frequentemente passa despercebida é a deficiência vitamínica", disse a médica internista Arielle Levitan, co-fundadora da Vous Vitamin LLC.

Estudos sugerem, por exemplo, que a deficiência de vitamina D pode estar ligada à obesidade e que pessoas com deficiência de vitamina D tenham mais dificuldade em perder peso.

"Além disso, constatamos que a reposição de certas outras deficiências vitamínicas cruciais como a de ferro, B12 e magnésio pode levar as pessoas a se sentirem melhor, com mais energia – logo, a terem mais condições de ter um estilo de vida saudável que inclua exercício físico, sono adequado e planejamento alimentar correto", disse Levitan.

13. Você não anda consumindo proteína suficiente.

Estudos revelam que as pessoas se sentem mais saciadas e consomem menos calorias ao longo do tempo quando comem mais proteína.

"Nosso corpo leva mais tempo para digerir proteínas do que qualquer outro macronutriente; logo, a fome e o nível de açúcar no sangue não atingem picos, reduzindo nossa chance de comer em excesso", explicou Greg Pignataro, especialista em treino de força e condicionamento físico.

*Este texto foi originalmente publicado no HuffPost US e traduzido do inglês.